Mostrando postagens com marcador Tomie. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tomie. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

News da hora.

1º PRÊMIO DE DESIGN INSTITUTO TOMIE OHTAKE LEROY MERLIN
ANUNCIA OS PREMIADOS.



No dia 23 de janeiro de 2019, durante a inauguração da exposição dos 20 projetos selecionados entre os 127 inscritos, provenientes de 16 Estados brasileiros e Distrito Federal, foram anunciados os três premiados do 1º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin:  
Amana - Umidificador de Ar – Rafael Alves Monteiro (UFC-CE)
Composteira Residencial  Julia Ries (PUC-RJ)
Tesse - capa protética  Ana Cristina Cabral Wasen, Heloísa Seratiuk Flores (UFPR-PR);
Menção Honrosa:
FLUTUA – Luiza Dalvi e Rayssa Carvalho, com a colaboração de Isabela Magro, Rodrigo Pereira, Ariane Freitas e Alexandre Machado (UFU-MG);
Os premiados serão contemplados com cursos livres de design em três importantes instituições europeias: University of the Arts London - Reino Unido, IED (Istituto Europeo di Design) Barcelona - Espanha e IED (Istituto Europeo di Design) Florença - Itália.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Escultura de Tomie Ohtake \ CONTEMPORANEIDADE

Escultura de Tomie Ohtake ganha pintura de conservação
Tomie Ohtake

A Fundação Cultural de Curitiba iniciou na ultima segunda-feira (29) a pintura de conservação da escultura de Tomie Ohtake instalada Museu Municipal de Arte (MuMA) – Portão Cultural. A obra em concreto tem 11 metros de altura e foi criada especialmente para Curitiba, em 1996, para celebrar o centenário de amizade Brasil-Japão.

Segundo a coordenadora de acervo da FCC, Maria Isabel Soppa, os trabalhos devem durar mais alguns dias pois a obra receberá ao menos três camadas de tinta. "Antes de iniciar a pintura fizemos vários testes para chegar no tom de vermelho mais próximo da cor original desde a instalção da escultura", revela Maria Isabel. 

Cores
 – A pintura de conservação da escultura de Tomie Ohtake é uma parceria da Prefeitura de Curitiba com as Tintas Coral e faz parte do projeto “Tudo de Cor para Curitiba” que já realizou ações no Setor Histórico, na Rua Riachuelo, com a repaginação de 53 imóveis, e em 14 imóveis da Rua São Francisco.

Sobre a artista
 – Considerada a “dama das artes plásticas brasileiras”, Tomie Ohtake chegou ao Brasil em 1936 e só começa a pintar aos 40 anos de idade, construindo uma trajetória como poucos artistas brasileiros conseguiram. Os anos 1960, quando se naturalizou brasileira, foram decisivos para a sua maturação como pintora originária da abstração informal.
Além da pintura e da gravura, Tomie realizou esculturas em grandes dimensões para espaços públicos e, desde a 23ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1995, quando teve uma sala especial de esculturas, vem expandiu sua produção tridimensional. Hoje, 27 obras públicas de sua autoria fazem parte da paisagem urbana de algumas cidades brasileiras.