Mostrando postagens com marcador Artigo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Artigo. Mostrar todas as postagens

sábado, 15 de agosto de 2015

Na escrita com Mariângela Salomão \ TOMBINHO \TOMBÃO

 TOMBINHO/TOMBÃO

 Se você cair de 1 metro de altura terá um tombinho, se cair de 5 metros terá um tombão... 
Assim são as decepções da vida. Dependendo do tamanho de sua expectativa será o tamanho da sua decepção. 
As pessoas inventam relações, criam situações imaginárias para serem felizes, querendo acreditar que assim o serão. 
Esse é um mecanismo infantil chamado fantasia, que na vida adulta é preciso ser deixado de lado para ser verdadeiramente feliz. Não basta conhecer uma pessoa para ter a garantia da felicidade a dois, é preciso conviver e enfrentar varias situações juntos e só então ter o certificado de cumplicidade. 
Cumplicidade essa que gera a tal felicidade tão almejada. 
Há um ditado antigo que diz que é preciso comer um saco de sal juntos para ver se a relação dará certo. 
Na verdade um pequeno saleiro já é suficiente, por que a vida está sempre apresentando situações a serem encaradas e o problema de um passa a ser de dois quando o vinculo existe . 
Quem não come uma colher pequena, não comerá sequer o saleiro, e a vida sempre dá sinais disso, mas percebe-los nem sempre é fácil.
A dificuldade reside em ver o outro como realmente é, em aceita- lo, e mandar embora o inventado. 
O sofrimento do término vem daí: desinventar! 
E quanto maior foi a imaginação maior será a decepção, tanto quanto o tombo, que quanto mais alto mais dói!!!

sábado, 18 de outubro de 2014

Na escrita com Mariângela Salomão

Num dia qualquer...             ( pedinte emocional )

Num dia qualquer você se depara com sua tristeza, e num primeiro momento quase não a reconhece... Parece uma estranha que sem querer esbarra na rua... Num ato simbólico de psicologia maximizada, lhe pede uma esmola como uma pedinte... Pedinte emocional é denominada após os 5 mts. de percepção... Você a reconhece e contra gosto admite que ela lhe acompanha há anos... Sem lhe dar a devida atenção ela perambulou no tempo de sua vida, e mesmo sem você lhe dar espaço, resistente sobreviveu... Ei-la à sua frente implorando sua atenção e sob forma de lágrimas ou desanimos escancarados em sua face, e se traduz como o antídoto da alegria... Quer ela dizer que você a valorize porque ela faz parte do seu crescimento e do que você se tornou... Feito árvore para frutificar e crescer as podas foram necessárias !

mariangelasalomao@hotmail.com

sábado, 2 de agosto de 2014

Na escrita com Mariangela Salomão


Das mentiras das saudades
Saudades é um sentimento que se tem ou terá....mas sobrevive num passado adormecido...
Saudades povoam versos e prosas, romances e verdades, e normalmente o sentimento está ligado à uma pessoa e um fato, ou só um ou outro.
Saudades de alguém especial, que marcou a vida, que marcou o coração quase que para sempre.
Enquanto existir vida a saudade permanecerá....e há de se interpretar vida psicológica além da física.
Falar da saudades do outro é quase uma mentira, pois ao falar do outro se fala de si mesmo, de momentos vividos juntos aonde provavelmente a melhor parte de seu eu ali estava, e quase que misturados um só sentimento existia....esse outro era você e você esse outro....então a saudades vai muito além do outro....é de si mesmo também....
mariangelasalomao@hotmail.com
Na escrita com Mariângela Salomão

sábado, 5 de julho de 2014

Coluna\ Na escrita com Mariangela Salomão

image.pngCasamento ... Uma viagem a dois 

O casamento é uma das melhores relações existentes, porém vale lembrar que casamentos felizes são construídos... Feito uma viagem aonde cada um traz uma bagagem e o uso delas vai ser certificado no decorrer da mesma ... Alguma coisa beneficiará os dois, outras serão totalmente inúteis e ainda muito a adquirir ... A " bagagem " foi adquirida no decorrer da vida de solteiro (a) através do histórico familiar e pessoal. Somado as experiências vividas implicando mágoas, decepções e desafetos, assim como desejos parcialmente realizados...  Na esperada " ultima viagem afetiva " essa bagagem toda precisa ser revista para não esperar que roupas usadas, justas e em desuso agora tenham serventia... Fantasioso seria imaginar que as malas viriam vazias, pois isso significaria não ter vivido nada, mas refazer as malas é preciso para construir uma relação, reciclando o que de fato é importante... Vida que segue, que atualiza, inicia e reinicia a cada parada... Tomar um fôlego e continuar rumo ao destino predestinado... que foi acordado entre os dois de forma consciente ou inconsciente ... O casamento é uma das melhores relações existentes, enquanto o desejo dessa viagem afetiva foi idêntico mesmo que por motivações diferentes ... Bilhete nas mãos ... Malas prontas ... Boa viagem !!!

mariangelasalomao@hotmail.com