Mostrando postagens com marcador Medicina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Medicina. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 8 de março de 2018

SAUDÊ A TODA PROVA.



Pintas no corpo merecem atenção

Pessoas com muitas pintas ou nevos e manchas, pele muito branca e os ruivos são os mais propensos a ter problemas de saúde como o câncer de pele.
 (Pintas ou manchas) de pele; pele muito branca, olhos claros e pessoas ruivas. Quem tem histórico familiar de câncer de pele e aqueles que tiveram muita exposição ao sol ao longo da vida também devem estar mais atentos.


Pintas podem ser um charme, mas precisam ser avaliadas pelo dermatologista periodicamente. Existem diferentes tipos de câncer de pele e alguns podem surgir a partir de pintas, alerta a dermatologista Natasha Unterstell. Segundo a dermatologista, a avaliação das pintas deve ser feita uma vez por ano e aos pacientes que tiveram melanoma (câncer de pele mais agressivo) ou histórico familiar desta doença é recomendado uma avaliação a cada seis meses.
A dermatoscopia digital é o exame para o diagnóstico e prevenção do câncer de pele e amplia de 20 a 70 vezes o tamanho da pinta. Por meio da análise de uma fotografia ampliada das pintas na pele, identifica e documenta as lesões de risco muito antes do olho do dermatologista. Já o dermatoscópio manual aumenta 10 vezes o tamanho das pintas.
Quando as pintas são suspeitas (coçam, mudam de forma ou tamanho, têm bordas irregulares) a dermatologista pede exames mais detalhados. Algumas pessoas têm maior propensão a problemas. É o caso daqueles que têm muitos nevos


Dermatologista Natasha Unterstell
___________________________________________________


CUIDADOS COM A SAUDÊ



Dor no ombro atinge 20% da população
Problema pode estar associado a atividades físicas e laborais e ao tabagismo



“A dor no ombro corresponde a 20% das queixas dos pacientes que procuram os consultórios ortopédicos e de fisioterapia, sendo superado apenas por problemas relacionados à coluna vertebral”, afirma o​ médico Guilherme Gonzalez, ortopedista e especialista em cirurgia de ombro e cotovelo do Hospital VITA

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Universitários curitibanos prestam assistência médica.

Universitários curitibanos prestam assistência médica e odontológica a comunidades ribeirinhas na Amazônia

A importância de projetos assim fazem diferença na formação
 acadêmica e pessoal do aluno

Estudantes da Universidade Positivo reforçam "Navios da Esperança" da Marinha Brasileira
Três professores e sete alunos de Medicina e Odontologia da Universidade Positivo (UP), de Curitiba (PR), acabam de voltar da Amazônia, onde participaram do projeto ASSHOP (Assistência Hospitalar) prestando assistência às comunidades ribeirinhas na Amazônia, com o Navio Hospital (NAsH) da Marinha Brasileira. O grupo viajou durante 20 dias nos chamados “Navios da Esperança”, que levam atendimento médico e odontológico aos moradores de locais de difícil acesso em regiões florestais brasileiras. A UP é a primeira universidade privada do Brasil a enviar acadêmicos para auxiliar no projeto.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

News da Hora


Prêmio IMPAR Curitiba\ APAMT – Associação Paranaense de Medicina do Trabalho, II Congresso Paranaense de Medicina \  VII Festival de Cinema da Lapa \inscrições para o prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável