Cultura

 Com exibições online e gratuitas, 1º Festival Caminhos da Cultura reúne música, poesia, teatro e dança para o público adulto e infantil


Evento, agendado para os próximos dias 20, 21 e 22 de agosto, inclui apresentações de Mel Lisboa, Ekena, Sarau da Ponte Pra Cá, Bloco Os Capoeira e mais

Ekena_Foto Guilherme Campos.jpg
 (Ekena | Foto: Guilherme Campos)
.

No sábado, às 18h, o coreógrafo e bailarino Rubens Oliveira traz o espetáculo “Makhala”. A partir das 19h, Ekena assume o palco com seu poderoso show voz e violão. Um pouco depois, às 20h30, o Pagode da Dessa embala aquela boa roda de samba na sala de casa.

Já no domingo, às 14h, tem “Bloquinho” para toda a família. Às 15h10, Sarau da Ponte Pra Cá. E 17h, encerrando a primeira edição do projeto, o grupo “Os Capoeira”.

"Pensamos em um circuito de atividades que fossem potentes, acessíveis e extremamente necessárias para amplificar a relação e o olhar para o patrimônio cultural brasileiro. Nossa ideia é deixar um legado de reforço e convivência íntima, e ao mesmo tempo coletiva, com a nossa arte através dos canais digitais, abrangendo apresentações imperdíveis para diversos públicos, agentes culturais, crianças, historiadores e até mesmo estrangeiros", ressalta Thaisa Samahá, Head de Planejamento da Oficina de Alegria, proponente da ação. 

Traduzido em libras, o festival será transmitido da Casa de Cultura Os Capoeira, em São Paulo, e realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa através do ProAC Lab Lei Aldir Blanc nº 40/2020.

“O Caminhos da Cultura já seria importante em qualquer momento: é diverso, mistura diferentes artes e diferentes artistas – todos juntos num mesmo festival. Mas no atual contexto, ficamos ainda mais felizes em poder oferecer não somente estes momentos de escape e emoção para o pessoal que está em casa, como espaço e oportunidade para esses incríveis artistas e profissionais que seguem resistindo pela nossa cultura”, acrescenta Mariana Bussab, co-fundadora da Casa de Cultura Os Capoeira.

SERVIÇO:

Programação online do 1º  Festival Caminhos da Cultura 

Sexta, dia 20/08, das 21h às 22h25 - Espetáculo Monólogo Madame Blavatsky com Mel Lisboa

Sábado, dia 21/08
18h às 19h00 - Espetáculo de dança Makhala com Rubens Oliveira
19h às 20h30 - Show Voz e Violão Ekena
20h30 às 22h20 – Show Pagode da Dessa

Domingo, dia 22/08

14h às 15h10 – Bloquinho
15h10 às 17h00 – Sarau da Ponte pra Cá
17h00 às 18h50 – Os Capoeira


Todas as apresentações serão transmitidas pelos canais no YouTube Oficina de Alegria: https://www.youtube.com/channel/UCy8DoTi5CPabILS7ptrXgww e da Casa de Cultura Os Capoeira https://www.youtube.com/channel/UCl5GhEaTP8aegjQzlCBkCiQ

 

Bossa Criativa promove Mostra de Videopoesia no Festival Arte e Toda Gente

Evento estreia no sábado, 7/8, às 18h, no canal Arte de Toda Gente, no Youtube. Mostra reúne autores de diversos estados brasileiros e inclui poetas que se expressam na Língua Brasileira de Sinais (Libras). Pro grama é uma parceria da Funarte com a UFRJ.

Mostra de Videopoesia do Bossa Criativa no Festival Arte de Toda Gente - montahem de Raffaella Bompiani com fotos de divulgação

Participantes da Mostra de Videopoesia em Montagem de Raffaella Bompiani sobre fotos de divulgação

Como parte do Festival Arte de Toda Gente, o projeto Bossa Criativa promove a Mostra Virtual de Videopoesia, que reúne trabalhos de 14 poetas de vários estados brasileiros, contemplando uma pluralidade de temas e sotaques da rica poesia brasileira. Com estreia marcada para as 18h do próximo sábado, dia 7 de agosto, a apresentação estará disponível no site www.bossacriativa.art.br e também no canal Arte de Toda Gente, no Youtube. O projeto é uma parceria entre a Fundação Nacional de Artes – Funarte e a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria de sua Escola de Música.

Nascida no tempo das filmagens analógicas, a videopoesia teve na tecnologia digital um grande estímulo para seguir ampliando seu universo, com uma linguagem artística híbrida entre o audiovisual e a literatura e buscando sempre novos formatos, suportes e meios de difusão. Com as restrições a saraus e performances poéticas impostas pela pandemia, a produção dessas obras poéticas em vídeo ganhou ainda mais relevância.

Na mostra do Festival Arte de Toda Gente, o Bossa Criativa apresenta obras de artistas que têm se expressado nessa linguagem e formato. Dela fazem parte videopoemas de Antônio Cunha (SC), Artur Gomes (RJ), Brenda Mar(que)s Pena (MG), Anand Rao (DF), Edmilson Santini (PE), Jairo Fará (MG), Gil Jorge (SP), Jidduks (PR), Jorge Ventura (RJ), Roberta Tavares (PA), Lilia Diniz (MA), Nassau de Souza (RS) e dos poetas surdos Edinho Santos (SP) e Yanna Porcino (PB) – que se expressam na Língua Brasileira de Sinais (Libras). A curadoria é do artista multimídia e pesquisador Tchello d’Barros.


O festival

O Festival Arte de Toda Gente, que se iniciou em julho deste anoreúne dezenas de professores, especialistas e artistas das mais diversas vertentes e origens geográficas em uma série de oficinas, mostras, encontros e apresentações, ao vivo e gravadas, transmitidas gratuitamente pela internet. Pela primeira vez, em um só evento, estão combinadas de forma complementar atividades promovidas pelos três projetos do programa Arte de Toda Gente: Bossa Criativa, Um Novo Olhar e Sistema Nacional de Orquestras Sociais – Sinos. Lançados ao longo de 2020, os projetos compõem o programa Arte de Toda Gente.


Arte de Toda Gente, os projetos da parceria Funarte-UFRJ (www.artedetodagente.com.br)

O programa Arte de Toda Gente compreende três diferentes iniciativas, desenvolvidas em parceria pela Fundação Nacional de Artes – Funarte com a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, com curadoria da Escola de Música da universidade e lançadas no decorrer de 2020. Devido à pandemia de Covid 19, inicialmente todas as atividades dos projetos vêm sendo desenvolvidas exclusivamente em ambiente virtual, mas, logo que possível, se estenderão a ações presenciais em todas as regiões do Brasil.

A primeira dessas iniciativas é o projeto Bossa Criativa – Arte de Toda Gente, que reúne apresentações e oficinas de diversas linguagens artísticas e manifestações da economia criativa. O foco é a democratização da cultura, bem como a diversidade e a difusão de todas as artes, de modo inclusivo. As atividades são compostas de shows curtos, performances, mostras, lives e vídeos de capacitação, exibidos no site www.bossacriativa.art.br, com participação de artistas de todo o Brasil.

A segunda iniciativa é o Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos)formado por uma rede de dezenas de profissionais de música, que atuam em cursos, oficinas, concertos e festivais, produzindo ainda material didático de apoio, partituras e publicações. A ideia é capacitar regentes, instrumentistas, compositores e educadores musicais, apoiando projetos sociais de música e, ainda, contribuir para o desenvolvimento das orquestras escola de todo o país e suas atividades estão disponíveis no site www.sinos.art.br.

Já o Um Novo Olhar (UNO) tem como alvo promover a inclusão e o acesso de crianças, jovens e adultos com algum tipo de deficiência, por meio das artes e da capacitação de professores e de regentes para coro. Com a exibição online de performances de artistas e vídeo podcasts (vodcasts) sobre arte e acessibilidade, a promoção de lives, encontros e seminários virtuais e com uma série de publicações – que incluem a produção por encomenda de versões e partituras originais de compositores brasileiros especialmente formatadas para corais –, o projeto tem também o objetivo de ampliar a percepção de toda a sociedade sobre as deficiências e suas aulas e apresentações podem ser encontradas no site www.umnovoolhar.art.br.



Mauricio de Sousa lança Horácio Completo pela Editora Pipoca & Nanquim

Os dois primeiros volumes já estão à venda; os outros sairão em 2022

 

Em um vídeo divulgado no último domingo (01/08), a editora Pipoca & Nanquim e a Mauricio de Sousa Produções anunciaram a coleção HORÁCIO COMPLETO, que reúne pela primeira vez todos os tabloides escritos e desenhados, única e exclusivamente, por Mauricio de Sousa e publicados em jornais ao longo de mais de três décadas, desde 1963.

A luxuosa coleção terá quatro volumes; e os dois primeiros já estão em pré-venda, exclusivamente na Amazon Brasil. O segundo álbum tinha a opção de ser adquirido com um bookplate autografado pelo autor. Eram mil exemplares, que se esgotaram em quatro minutos, tamanha foi a procura do público.

Horácio Completo trará, em ordem cronológica, os mais de mil tabloides do personagem produzidos por Mauricio e publicados inicialmente na Folhinha, o suplemento infantojuvenil da Folha de S.Paulo, e, depois, no Estadinho, do jornal O Estado de S. Paulo. Além disso, foram descobertos alguns quadrinhos inéditos e cada volume apresenta uma rica galeria de extras informativos sobre a carreira do artista e a produção desses quadrinhos.

Não é segredo que o Horácio é uma espécie de xodó de Mauricio de Sousa, o pai da Turma da Mônica. Criado originalmente como coadjuvante para as tiras do Piteco, tempos depois, o simpático dinossauro que ama alface estreou sua própria série semanal.

Mais do que um personagem, Horácio é a representação de todos os sentimentos e filosofias de seu criador. Então, prepare-se, pois a Pré-História nunca foi tão divertida e cheia de significados! Este é um valioso resgate histórico para os brasileiros, que aprenderam a amar os quadrinhos graças ao trabalho de Mauricio de Sousa.

O autor está bastante empolgado. “Quando os rapazes da editora Pipoca & Nanquim e o Sidney Gusman (editor da MSP) me mostraram o projeto, fiquei em estado de graça. É, mesmo, um material de fãs para fãs", explica Mauricio.

Os quatro volumes terão capa dura com verniz localizado e mais de 300 páginas coloridas em papel couché de alta gramatura, sendo que o quarto virá acompanhado de uma caixa especial para acomodar toda a coleção! Após quase 30 anos, um dos mais longevos trabalhos do mestre maior do quadrinho nacional deixa os arquivos para ganhar o mundo em edições dignas dos colecionadores!

O primeiro livro tem lançamento programado para 31 de agosto; o segundo, para 5 de novembro e os volumes 3 e 4, chegam às lojas em março e junho de 2022, respectivamente.

"A equipe que cuidou desta coleção disse que ela é um presente para mim. Eu diria que é para todos os meus leitores. E também (e especialmente) para o Horácio, que deve estar tão feliz como se encontrasse uma enorme plantação de alfaces bem verdinhas”, conclui Mauricio de Sousa.

DADOS TÉCNICOS
Título: HORÁCIO COMPLETO vol. 1 de 4

Preço: R$ 129,90
Capa dura
308 páginas
Editora: Pipoca & Nanquim
ISBN-13: 978-65-89912-49-1
Dimensões do produto: 21 x 28 cm
Lançamento: 31/08/2021

Título: HORÁCIO COMPLETO vol. 2 de 4

Preço: R$ 129,90
Capa dura
308 páginas
Editora: Pipoca & Nanquim
ISBN-13: 978-65-89912-37-8
Dimensões do produto: 21 x 28 cm
Lançamento: 05/11/2021

 

SOBRE O AUTOR

Mauricio Araújo de Sousa, o mais famoso e premiado autor brasileiro de histórias em quadrinhos, nasceu em Santa Isabel, no estado de São Paulo, no dia 27 de outubro de 1935. Viveu parte de sua infância em Mogi das Cruzes, desenhando nos cadernos escolares. Aos 19 anos mudou-se para São Paulo e, durante cinco anos, trabalhou no jornal Folha da Manhã (atual Folha de S.Paulo) escrevendo reportagens policiais.

Em 1959, criou seu primeiro personagem – o cãozinho Bidu, na Folha da Tarde. A partir de uma série de tiras em quadrinhos com Bidu e Franjinha, publicadas na Folha da Manhã, Mauricio de Sousa iniciou sua carreira. Nos anos seguintes, criou mais tiras, outros tabloides e diversos personagens — Cebolinha, Piteco, Chico Bento, Penadinho, Horácio, Astronauta etc. Sua personagem mais famosa, a Mônica, apareceu pela primeira vez em 1963, numa tira de jornal do Cebolinha. Até que, em 1970, lançou a revista Mônica, com tiragem de 200 mil exemplares, pela Editora Abril.

Entre quadrinhos e tiras de jornais, suas criações chegaram a cerca de 30 países. Suas revistas figuram há mais de cinco décadas entre as mais vendidas do Brasil. Em toda sua carreira, Mauricio ultrapassou o extraordinário número de 1 bilhão de exemplares vendidos. Não à toa, é considerado o maior formador de leitores do Brasil.

Aos quadrinhos, juntam-se centenas de livros ilustrados, revistas de atividades, álbuns de figurinhas, espetáculos teatrais, desenhos animados e longas-metragens produzidos pela Mauricio de Sousa Produções.

Em 2008, o incansável e prolífico artista revolucionou novamente o mercado com o lançamento da Turma da Mônica Jovem, uma revista mensal em estilo mangá com os personagens adolescentes e vivendo aventuras diferenciadas.

Desde 2011, Mauricio de Sousa ocupa a cadeira número 24 da Academia Paulista de Letras.

 



 MIS Experience retoma exposição virtual de Leonardo da Vinci até dezembro, com ingressos gratuitos

Instituição paulista renovou os direitos de exibição e oferece conteúdo gratuitamente aos internautas brasileiros;

Experiência online conta com plataforma de fácil acesso e capacidade para milhares de acessos simultâneos – acesse aqui

São Paulo, agosto de 2021 – O MIS Experience, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, renovou os direitos de exibição virtual do conteúdo da exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio | Digital. Sucesso de público e crítica, a mostra fica disponível gratuitamente para os internautas brasileiros até dezembro de 2021; o acesso online está disponível diretamente pelo site: www.exposicaodavinci500anos.com.br

A plataforma oferece acesso simples e descomplicado à exposição, além de permitir milhares de visitantes simultâneos. Durante a experiência multissensorial, com imersão em 360 graus, é possível acompanhar animações em alta definição, ver detalhes das máquinas desenhadas pelo artista italiano em realidade aumentada, além de áudios e vídeos exclusivos.

Entre as seções da mostra digital, destaque para os “Segredos de Mona Lisa”, que apresenta uma análise científica da pintura mais famosa do mundo realizada no Museu do Louvre por Pascal Cotte, renomado engenheiro, pesquisador e fotógrafo de obras de arte.

O MIS Experience agradece aos patrocinadores, parceiros, apoiadores institucionais e operacionais: Cielo, Kapitalo Investimentos, TV Cultura, TozziniFreire Advogados, Bain & Company, Sabesp e Telhanorte.

 

SERVIÇO

Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio | Digital

Data: até dezembro de 2021

Acesso:  www.exposicaodavinci500anos.com.br

Formato: Digital e online

Classificação: Livre

 




Termina nesta quarta(21), as inscrições para 3º edital CoMciência, do MM Gerdau

Uma das novidades do 3º edital do programa CoMciência é que todos os 10 selecionados serão escolhidos em função de suas trajetórias. Desta forma, a concepção dos trabalhos que farão parte de uma exposição ocorrerá durante uma residência artística acompanhada de interlocutores multidisciplinares, que utilizarão o acervo do museu como referência criativa.

Para 2021, o Museu lança um novo edital pioneiro que, desta vez, se volta para dentro da instituição, propondo aos participantes uma imersão por seu acervo mineralógico, considerado um dos mais ricos do Brasil em função de reunir todas as riquezas minerais encontradas no estado. Esta versão irá escolher os vencedores a partir de suas trajetórias e conexões com as temáticas do programa. Serão selecionados ao todo 10 participantes, além de 6 suplentes, nas seguintes categorias: nativo digital, site-especific e escrita.  Por conta disso, o MM Gerdau passa a ser uma das primeiras instituições museológicas do país voltadas para promover a ciência e a tecnologia a disponibilizar seu acervo para a criação artística.

As novas tecnologias impactaram todos os setores, incluindo o fazer artístico. E esse fenômeno possibilitou o surgimento de uma categoria denominada Nativo Digital, abrigando trabalhos concebidos especialmente a partir de uso de recursos tecnológicos como computadores, tablets, câmeras, videogames, aparelhos de celulares e uma série de outros dispositivos capazes de auxiliar tanto na criação quanto na operação de mecanismos artísticos. Já a categoria site-specific compreende as obras criadas especialmente para o local onde ficarão expostas, ou seja, para o espaço expositivo do museuA categoria escrita é  outra ação inédita no edital e abre espaço para a participação de um selecionado, que ficará responsável por documentar os processos e as pesquisas inerentes ao programa.

edital coMciência 2021-2022 - Jardim Mineral: residência criativa e exposição autoral é na verdade um convite a artistas, cientistas, pesquisadores e criativos a desenvolverem trabalhos tomando como ponto de partida o vasto acervo do museu. O edital receberá inscrições até 21 de julho de 2021, impreterivelmente. Os selecionados deverão participar de uma residência artística entre os meses de setembro, outubro e novembro e os trabalhos poderão ser conferidos pelo público durante uma exposição entre os meses de dezembro de 2021 e março de 2022. 

Os resultados serão divulgados no dia 27 de agosto. A exposição dos trabalhos selecionados será realizada entre os meses de dezembro de 2021 e março de 2022. O edital e todas as informações e formulários para inscrição estão disponíveis no site:  www.programacomciencia.org.br

Para incentivar a participação de pessoas com deficiência, haverá o suporte de vídeos com tradução em libras e transcrição em áudio. Caso entre os selecionados, existam pessoas com deficiência auditiva e/ou visual, elas contarão com o suporte de tradutores e audiodescritores durante todo o processo.

Os selecionados receberão bolsas de incentivo, divididas em: bolsa residência e bolsa criação. A bolsa residência é destinada aos custos referentes à participação na residência artística. Já a bolsa criação se destina aos custos referentes à criação e execução da obra. O valor total distribuído para os selecionados será de: R$ 88.500,00 (oitenta e oito mil e quinhentos reais), sendo:

 

  • 06 (seis) bolsas para obras nativo digital
    Bolsa residência: R$ 5.100,00 (cinco mil e cem reais) por participante

Bolsa criação: R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) por execução

 

  • 03 (três) bolsas para obras site-specific.

Bolsa residência: R$ 5.100,00 (cinco mil e cem reais) por participante

Bolsa criação: R$ 9.000,00 (nove mil reais) por execução

 

  • 01 (uma) bolsa para o desenvolvimento de escrita.

Bolsa residência: R$ 3.300,00 (três mil e trezentos reais)

 

O Acervo do MM Gerdau

Assim como temos a riqueza da biodiversidade, temos também a Geodiversidade - um universo particular, com ambientes geológicos únicos, de serras, mares, montanhas, cordilheiras, desertos, dunas, vulcões e tantos outros, de belezas magníficas, que seguem confiando à humanidade surpresas, fascínio, magnificência e possibilidades de apreciação, mesmo após cinco bilhões de anos da formação do planeta Terra. Entre a origem dessas singulares formações, destaca-se aqui o popularmente conhecido “reino mineral''. É deste reino que serão retirados os recursos minerais que integram as matérias-primas dos produtos, objetos e insumos que consumimos em nossas vidas, no nosso dia a dia. É este reino que possui quase seis mil espécimes minerais identificadas no planeta e, possivelmente, tantas outras a serem descobertas ainda. E é a este reino que pertence o DNA do acervo do MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, fonte de inspiração às pessoas interessadas em participar deste edital.

O "jardim mineral", em geologia, pode ser considerado o reino mineral. Ambiente geológico, inorgânico, onde é possível o crescimento dos cristais, também conhecidos, afetivamente, de "flores do mundo inorgânico". A diversidade das espécimes minerais é algo que impressiona e encanta pela ampla variedade de cores, formas, tamanhos e propriedades físicas.

 

Residência artística e exposição autoral

Os selecionados no edital irão participar de uma residência artística para acesso e conhecimento de todo o acervo do MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, além de encontros com mentores para auxiliar no processo de criação dos trabalhos. A residência se dará no formato virtual e híbrido, sendo os encontros virtuais destinados às transmissões para conhecimento do acervo.

Durante o período de três meses serão promovidas aulas expositivas, bate-papos, orientações, diálogos e conversações com o intuito de auxiliar no desenvolvimento do processo criativo. Simultaneamente, artistas, cientistas, pesquisadores e criativos produzirão trabalhos para uma exposição autoral, que deverá ser apresentada em ambiente virtual e também físico, nas dependências do museu. Ao se inscrever, o participante deverá optar se pretende criar um trabalho para o espaço virtual ou para o espaço físico, que receberá visitas presenciais do público.

Para a terceira edição do edital coMciência, a equipe do MM Gerdau convidou para a curadoria artística e os diálogos de criação artistas, cientistas e pesquisadores em arte, ciência e tecnologia, residentes no Brasil, em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, assim como nomes residentes em países como Canadá e Japão, garantindo diálogos locais e globais. Com larga experiência em suas áreas de atuação, os convidados acompanharão todo o processo de criação dos participantes.

 

Curadoria artística e interlocuções entre Arte, Ciência e Tecnologia

Bárbara Castro é artista, pesquisadora, programadora atuando nos campos de visualização de dados, exposições e experiências interativas e professora na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Gabriel Menotti é pesquisador e curador independente, atuando em diversas formas de cinema. Atualmente, trabalha como professor assistente em curadoria e imagem em movimento na Queen's University, em Ontário - Canadá.

 

Diálogos em Arte

Isabela Prado é artista visual, pesquisadora em artes e professora da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Vive e trabalha em Belo Horizonte. Em 2011, foi contemplada com o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, com o projeto “Entre Rios e Ruas”, que gerou recentemente a publicação do livro “Lição: se essa rua fosse um rio” (2016).

Diálogos em Ciência  

Lúcia Maria Fantnel é Geóloga, mestre e doutora em Geociências e 6 professora aposentada do Departamento de Geologia do Instituto de Geociências da UFMG. Atua no ensino e fi losofi a da geologia; geologia aplicada ao ambiente e à saúde humana e geologia urbana.

 

Diálogos em Tecnologia

Claus Aranha é cientista da computação e professor na Universidade de Tsukuba, Japão. Sua pesquisa é focada em Vida Artificial, Evolução Computacional e Inteligência Artificial para jogos como Lobisomem e Minecraft.

 

:: SOBRE o CoMciência:: www.programacomciencia.org.br

coMciência é o programa de divulgação científica do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal que, desde 2013, busca trazer temas atuais para debates, por meio de palestras e rodas de conversas, além de oferecer cursos ligados a temáticas científicas, mostras e feiras em parceria com instituições de ensino. Como museu de ciência e tecnologia, a ideia é desmistificar a ciência como lugar intocável, de difícil compreensão ou distante do universo da maioria das pessoas. O programa, por meio de suas atividades, busca aproximar o público do conhecimento científico, tornando-o mais palatável, com temas da atualidade e uma linguagem acessível.

Em sua 3ª edição, o edital do programa continua com a proposta de abrir espaços para propostas que promovam reflexões sobre a relação arte, ciência e tecnologia, mas desta vez, ele surge em uma nova versão, ainda mais completa e alinhada com os novos tempos e com os objetivos do museu. Nos anos de 2019 e 2020, o MM Gerdau convocou artistas, cientistas e pesquisadores em todo o mundo para a ocupação de seus espaços expositivos a partir de convites às perguntas e reflexões sobre a humanidade relacionadas à contemporaneidade.

 

:: SOBRE O MM GERDAU O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal ::

 |@mmgerdau |  

 

MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, integrante do Circuito Liberdade desde 2010, é um museu de ciência e tecnologia que apresenta de forma lúdica e interativa a história da mineração e da metalurgia. Em 20 áreas expositivas, estão 44 exposições que apresentam, por meio de personagens históricos e fictícios, os minérios, os minerais e a diversidade do universo da Geociências. O Prédio Rosa da Praça da Liberdade, sede do Museu, foi inaugurado em 1897, juntamente com Belo Horizonte. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), o edifício passou por meticuloso trabalho de restauro, que constatou que a decoração interna seguiu o gosto afrancesado da época, com vocabulário neoclássico e art nouveau.  O projeto arquitetônico para a nova finalidade do Prédio Rosa, que já foi Secretaria do Interior e da Educação, foi feito por Paulo Mendes da Rocha e a expografia, que usa a tecnologia como aliada da memória e da experiência, é de Marcello Dantas. Além da exposição permanente, o MM Gerdau oferece uma programação diversa e para todas as idades. Todas as atividades são gratuitas e estão sendo oferecidas em formato digital. O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal é patrocinado pela Gerdau, via lei Federal de Incentivo à Cultura, com o apoio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM).

 

MM Gerdau lança edital coMciência 2021-2022 - Jardim Mineral: residência criativa e exposição autoral

Inscrições: de 21/06 a 21/07/2021, pelo site  www.programacomciencia.org.br

 







Artista argentina abre seu studio de forma digital para Bienal On-line nesta terça.




Evento gratuito via Google Meet tem conversa com Inés Raiteri sobre seus processos artísticos e exposição de obras, com tradução simultânea

 

CURIT – A artista argentina Inés Raiteri abre seu studio nesta terça-feira (29/06) como parte da programação da Bienal On-Line. O evento é gratuito e acontece de modo virtual em espanhol com legendas simultâneas para o português. A proposta do studio visit é apresentar ao público uma troca de experiências descontraída com a artista, que falará sobre sua trajetória na arte contemporânea. Inés também apresenta seu ateliê de trabalho e obras em processo de produção, levantando questões relativas ao processo de criação artística. Os participantes poderão interagir e fazer perguntas durante o evento, que acontece via Google Meets. As vagas limitadas estão disponíveis no formulário https://forms.gle/Hc3w7MWaU4qdZvVw5.

 

Sobre a artista

 

Inés Raiteri nasceu em 1963, na cidade de Mar del Plata, Argentina, e hoje vive e trabalha em Buenos Aires. Sua obra se conecta com as relações do corpo e espaço com a paisagem urbana, onde, para ela, há texto, traço, cor e padrões lineares. A artista cria principalmente grandes tramas têxteis ou pinturas com paletas de cores fortes e combinadas. Aprendeu a bordar com suas avós, uma tradição que passou de geração em geração, e faz desde criança, mesclando e inventando pontos.

 

Participou do Programa de Oficinas do Centro Cultural de Artes Visuais Rojas, foi bolsista de Aperfeiçoamento de Tocha Selecionada em Artes Visuais (1999 – 2002) e é bacharel em Ciências em Educação pela Universidade de Quilmes. Dentre suas mostras individuais, destacam-se as intervenções nas salas do Centro Cultural Recoleta (2019). Suas obras fazem parte de coleções nacionais e internacionais. Participou como consultora pedagógica em diferentes instituições culturais como CCK, MAMBA, Fundación Vergel e Projeto Escola “Liliana Maresca” em Villa Fiorito.

 

Sobre a Bienal On-line

Bienal On-line, uma ação de extensão da 14ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, Paraná, tem como objetivo levar ao maior número possível de pessoas conteúdos de qualidade sobre artes visuais, arquitetura, design, literatura e cinema, expandindo o formato presencial do evento diretamente para os celulares, computadores e casas da população. A proposta principal é seguir fomentando a cultura, formando públicos plurais e proporcionar experiências estéticas adaptadas ao nosso atual contexto. A cada mês, até dezembro de 2021, um tema diferente guiará as ações.  No mês de junho, a programação tem foco na produção de artistas estrangeiros e destacados no cenário internacional da arte contemporânea.

O Studio visit com a artista argentina Inés Raiteri acontece no dia 29 de junho às 19h, via Google Meet. As inscrições limitadas podem ser feitas em https://forms.gle/Hc3w7MWaU4qdZvVw5.

Os eventos da Bienal On-Line acontecem no Instagram, pelo perfil @bienaldecuritiba. Mais informações: www.bienaldecuritiba.com.br. A Bienal On-Line tem patrocínio de EMS, Eletrobras Furnas, Copel, Kinea e Neodent, com apoio de Grupo SC, Copel, Havan e Bergerson, e incentivo do Governo do Estado do Paraná – Secretaria da Comunicação Social e da Cultura e do PROFICE – Paraná Incentivo à Cultura. A realização é da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura Municipal de Curitiba, Governo do Estado do Paraná – Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal – Brasil.

 




Memorial em homenagem ao artista João Turin inaugurado em Curitiba, reunindo quase 100 obras

Localizado no parque São Lourenço, memorial conta com uma nova edificação e um jardim de esculturas, que homenageiam o artista e o Movimento Paranista, que ajudou a criar

Memorial-Paranista-João-Turin---foto-Maringas-Maciel-(3).jpg



Lide Multimídia - O legado que o artista João Turin (1878-1949) deixou para a cultura do Paraná poderá ser apreciado em um grande espaço de mais de 8 mil m² que recebe seu nome e também o do movimento artístico do qual foi um dos principais expoentes. O Memorial Paranista João Turin conta com quase 100 obras do artista e está localizado no Parque São Lourenço, um dos cartões postais de Curitiba, e tem previsão de ser inaugurado em 14 de maio (sexta-feira) às 17h pelo prefeito e idealizador do projeto, Rafael Greca.

O Memorial Paranista João Turin conta com obras reunidas em uma exposição permanente, rica em informações sobre o artista, que se destacou principalmente como escultor, criando esculturas e baixos relevos sobre animais selvagens, povos indígenas e reproduções de momentos históricos.

Na parte externa, foi construído um jardim com 15 esculturas de bronze ampliadas. Duas delas ganharam proporções heroicas, como “Marumbi”, com quase 3 metros de altura e 700 quilos. Esta escultura representa com realismo a luta de duas onças e mostra porque João Turin também é lembrado como um dos mais importantes escultores animalistas do Brasil.

Outro destaque é uma Pietá em baixo relevo, gentilmente emprestada pela Família Lago, detentora dos direitos autorais de João Turin. Esta é uma obra de 1917, e o primeiro exemplar está na França, feito para a Igreja de Saint Martin, em Condé-sur-Noireau. É uma verdadeira relíquia, que resistiu aos bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

A iniciativa, que tem coordenação geral da Prefeitura de Curitiba, reuniu quase 100 obras de Turin graças a uma junção de esforços. Das 15 esculturas ampliadas, 12 foram compradas pela Prefeitura, e as outras 3 foram doadas pela Companhia Paranaense de Energia (Copel), por meio da Lei Rouanet. 78 esculturas em tamanho original foram doadas pela Família Lago para o Governo do Estado do Paraná, que emprestou as obras à Prefeitura de Curitiba em regime de comodato.

A Família Lago também doou uma fundição elétrica e moderna ao memorial, substituindo uma antiga fundição existente no local, que estava obsoleta. “Isso vai propiciar aos novos artistas meios para fundir suas peças, estimulando e ajudando o desenvolvimento da arte escultórica paranaense. Acreditamos que seria o que João Turin gostaria de ver, pois ele mesmo teve imensa dificuldade em fundir suas peças à sua época, deixando muitas obras inéditas”, comenta Samuel Lago. O Memorial Paranista João Turin foi projetado por Guilherme Klock, arquiteto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

Paranismo
João Turin é um dos principais expoentes do Movimento Paranista, que buscava construir a identidade regional do estado do Paraná por meio da arte e de símbolos locais como o pinheiro, pinhões e a erva-mate, representados na arquitetura, pintura, escultura e grafismos. “O Paranismo foi o resultado de um longo processo de formulação de uma autoimagem do Paraná, em contraposição às outras regiões do país, que tinham seus próprios movimentos artísticos locais. O Paranismo ajudou a compor o mosaico das várias manifestações artísticas que se desenvolviam no Brasil”, comenta Samuel Lago.

No processo de formação do Paranismo, desempenharam um papel fundamental intelectuais, literatos e artistas plásticos, que se tornaram os principais “arquitetos” de uma identidade local. "A arte de João Turin corre nas veias de todos que aqui vivem e amam esta terra. O Paranaense se vê pelos olhos de Turin, que inspirado por nossa fauna e flora, elevou a observação da natureza em identidade e sentimento de pertencimento", afirma Lago.

Sobre João Turin
Em quase 50 anos de carreira, João Turin deixou mais de 400 obras. Há esculturas em locais públicos de municípios paranaenses, no Rio de Janeiro e até na França, onde o artista tem exposta uma Pietá, feita em 1917. Turin também está no acervo de arte do Vaticano. A escultura “Frade Lendo” foi entregue como presente do povo brasileiro para o Papa Francisco, em 2013, na primeira visita do pontífice ao Brasil.

Nascido em 1878 em Morretes, no litoral do Paraná, João Turin veio ainda garoto para a capital Curitiba, iniciando seus estudos em artes, chegando a ser professor. Especializou-se em escultura na Bélgica. Retornou ao Brasil em 1922, trazendo comentários elogiosos da imprensa francesa. Foi premiado no salão de Belas Artes do Rio de Janeiro em 1944 e 1947. Faleceu em 1949.

Em junho de 2014, seu legado foi prestigiado pelas 266 mil pessoas que visitaram “João Turin – Vida, Obra, Arte”, a exposição mais visitada da história do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, que ficou em cartaz por 8 meses. Esta exposição também teve uma versão condensada, exibida em 2015 no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, e na Pinacoteca de São Paulo.


Vídeo sobre o Memorial Paranista João Turin:

https://www.youtube.com/watch?v=0ZevRuwdti8



Memorial-Paranista-João-Turin---foto-Maringas-Maciel-(5).jpg



Ligiana Costa dirige quatro mini documentários para o Theatro Municipal de São Paulo dentro da série Novos Modernistas

Mulher sorrindo com a mão no queixo

Descrição gerada automaticamente



Foto de Daniel Mascarenhas


A cantora e musicóloga Ligiana Costa foi convidada para dirigir quatro mini documentários com temas ligados a questões fundamentais da atualidade: presença de mulheres, negros e indígenas nas programações culturais, e ainda a dança e o modernismo. 

Ligiana, que já assina o podcast da casa, estreia como documentarista com codireção e edição de Diogo Hayashi. Em Cartas Líricas, Ligiana convida cantoras, encenadoras, compositoras e outras mulheres do mundo lírico para escreverem cartas para personagens femininas de óperas. Emicida, Marlui Miranda, Ellen Reid e Carla Cottini estão entre os convidados dos episódios. 



Datas de lançamento // pelo canal do Youtube do Theatro Municipal (https://www.youtube.com/user/theatromunicipalsp) 


29 de abril, 21h: Corpo sujeito atuante

30 de abril, 21h: Cartas líricas

1º de maio, 21h: Cantos dos povos do lugar

2 de maio, 21h: Palco terreiro aberto

VIOLEIROS DO BRASIL FESTIVAL ONLINE.




Mestres da viola abrem caminho para a nova geração 

 Com direção musical de Myriam Taubkin e direção artística de Gabriel Fontes Paiva, programação reúne Ivan Vilela, Paulo Freire e Tavinho Moura, entre outros nomes consagrados da viola que recebem jovens instrumentistas para apresentações online e de graça entre 9 e 25 de abril.

 Fruto do Projeto Memória Brasileira, criado por Myriam Taubkin em 1987, com a proposta de realizar um mapeamento detalhado da música brasileira, o Violeiros do Brasil Festival Online reúne 14 violeiros em sete apresentações online. Em cada apresentação, um mestre violeiro fará seu show e, em seguida, tocará em duo com o convidado, que termina com sua performance. 

 

O lançamento oficial do festival acontecerá em parceria com o Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, no dia 09 de abril, às 19h, pelo canal do YouTube do MCB. A roda de conversa virtual contará com a presença de Carmelita de Moraes (curadora do projeto Musica no MCB), Myriam Taubkin (criadora do Projeto Memória Brasileira, idealizadora e diretora musicaldo festival Violeiros do Brasil) e os artistas Roberto Corrêa, Pereira da Viola, Laís de Assis e Neymar Dias.

 

O festival será realizado dias 9, 10 e 11, sexta, sábado e domingo, e nos dois fins de semana seguintes - dias 17, 18 e 24 e 25 de abril, com trechos gravados e inserção de conteúdos do histórico do projeto, como shows e o DVD Violeiros do Brasil. A transmissão será gratuita pelo canal de Youtube https://www.youtube.com/taubkinmy

                                               

Tavinho Moura apresenta Fabrício Conde (9 de abril), Marco Vilalba - o Passoca faz as honras para Neymar Dias (10 de abril), Pereira da Viola vem com Ricardo Vignini (11 de abril), Adelmo Arcoverde abre caminho para Laís de Assis (17 de abril), Paulo Freire divide o palco com João Paulo Amaral (18 de abril), Ivan Vilela recebe Bruno Sanches (24 de abril), Roberto Correia convida Cacai Nunes (25 de abril). Os sete jovens violeiros foram escolhidos pelos artistas convidados em conjunto com a curadoria do projeto.

 

As apresentações incluem, além das músicas, “causos” e histórias sobre as canções, a viola e as tradições deste instrumento, assim como sobre a trajetória de cada violeiro. Cada apresentação terá duração de aproximadamente 50 minutos e sempre às 20 horas.

 

A ideia é mostrar os vários percursos do instrumento no Brasil, tocado e contado pelos seus mais significativos representantes e compositores atuais, atualizando o panorama da viola brasileira.

 

“Violeiros do Brasil é um olhar sobre o instrumento. Cada artista convidado possui uma característica importante no cenário da viola brasileira. De Nordeste a Sudeste do Brasil, nas regiões onde o instrumento faz parte do cotidiano, os tocadores mostram a diversidade, a força, as tradições e a modernidade da viola dentro da nossa música”, observa a diretora musical Myriam Taubkin, ressaltando que “o universo da viola é extremamente relevante para a compreensão da música brasileira”.

 

De acordo com a diretora musical, o objetivo do projeto é manter acesa a chama da viola, que por ter sido transmitida pela oralidade através do tempo, com pouca história de escrita musical, tem lhe conferido inúmeras possibilidades de invenção. “A viola está aberta a qualquer desafio: é um instrumento solista e se impõe em qualquer formação, seja na música popular e seja na de orquestra. É esta diversidade que queremos mostrar, pelas mãos dos grandes violeiros e dos jovens instrumentistas. A viola, seus formatos, sua maneira de tocar e seu timbre são extremamente peculiares e autenticamente brasileiros.”

 

Sobre a história

 

A viola chegou ao Brasil com os colonizadores no século 16, e nunca perdeu sua vocação de festeira e de representante do gosto popular, mais precisamente no interior do país. Durante quase cinco séculos, a viola permaneceu um instrumento rústico, com formato semelhante ao original, fazendo parte da vida rural. Foi por volta de 1930 que a viola começou sua transformação, quando passou a ser produzida nas fábricas de violão e de outros instrumentos de cordas. As inovações no instrumento facilitaram a sua execução, e a viola ganhou diferentes maneiras de ser tocada.

 

“Ela chegou de mansinho, toda faceira, a portuguesinha, para conhecer nossos chocalhos, flautas e apitos. E foi gostando e foi ficando e percorreu o Brasil pendurada nos arreios das mulas dos peões, nos sertões, nas praias, nas estradas de terra, dentro de sacos encardidos… Mas quando abria a voz, tocada por mãos calosas, até os pássaros ficavam mudos. E foi ficando nossa para sempre, nas festas religiosas, nos desafios, nos mutirões, nos bailinhos, muito enfeitada de fitas coloridas no pescoço e com suas dez cordas muito afinadas. E nos apaixonamos por ela. Como dizia João Pacífico, “viola é feita de pinho, mas tem coração”. Acompanhando um cantador ou uma dupla, ou solando, abraçada sempre com carinho, são dois corações que pulsam juntos.” Inezita Barrosoprefácio do livro Violeiros do Brasil, de Myriam Taubkin e fotos Angélica Del Nery.

 

 “Violeiros do Brasil” teve seu início em 1997. Durante um mês, o Sesc Pompéia em São Paulo foi palco do instrumento através de concertos, oficinas, exposições e vídeos. Foi o primeiro grande encontro de artistas representativos da viola, de diferentes lugares do país, entre os quais Ivan Vilela, Roberto Correa, Almir Sater, Pena Branca, Renato Andrade, Zé Coco do Riachão, Tavinho Moura, Passoca, Pereira da Viola, Paulo Freire, entre outros. O projeto virou CD e série de programas da TV Cultura e foi referência no universo da viola.

 

Em 2007, o Projeto Memória Brasileira documentou - em livro, filme e espetáculos pelo Brasil, Inglaterra e Bélgica – estes mesmos artistas 10 anos depois, desta vez indo às suas moradas; o resultado é reconhecido como marco na história da viola.

 

Para roteiro

 

Violeiros do Brasil Festival Online

Sete apresentações online com 14 violeiros. Em cada apresentação, um mestre violeiro recebe um artista da nova geração. Dias 9, 10 e 11 de abril, sexta, sábado e domingo, e nos próximos dois fins de semana seguidos, dias 17, 18 e 24 e 25 de abril. Transmissão gratuita pelo canal https://www.youtube.com/taubkinmyDireção musical – Myriam Taubkin; Direção artística – Gabriel Fontes Paiva. Realização – Fontes Produções Artísticas.

 

Programação

 

1. Tavinho Moura e Fabrício Conde - 9 de abril

2. Passoca e Neymar Dias - 10 de abril

3. Pereira da Viola e Ricardo Vignini - 11 de abril

4. Adelmo Arcoverde e Laís de Assis - 17 de abril

5. Paulo Freire e João Paulo Amaral - 18 de abril

6. Ivan Vilela e Bruno Sanches - 24 de abril

7. Roberto Corrêa e Cacai Nunes - 25 de abril

 

 

Ficha técnica

 

Idealização: Myriam Taubkin e Gabriel Fontes Paiva. Direção musical: Myriam Taubkin. Direção de arte: Gabriel Fontes Paiva. Direção técnica: André Prado. Finalização de Vídeo: Luiz Duva. Produção: Gustavo Martins. Coordenação de projeto: Luana Gorayeb. Identidade visual e projeto gráfico: Teresa Maita. Assessoria de Imprensa – M. Fernanda Teixeira e Macida Joachim - ArtePlural Comunicação. Assistente administrativo: Rogério Prudêncio. Realização: Projeto Memória Brasileira. Apoio: Museu Da Casa Brasileira 




 

“Reclame



“Reclame” entrevista a cantora Duda Beat nesta terça-feira na Play FM Programa conversa ainda com Flávia Mussalem, head de marketing do QuintoAndar Duda Beat é uma das entrevistadas do “Reclame” desta semana. Crédito: Ana Alexandrino/Site Oficial O Reclame desta terça-feira (23) entrevista a cantora Duda Beat, a partir das 19h30, na Play FM. Natural do Recife, a artista mudou-se para o Rio de Janeiro aos 18 anos, mas nunca perdeu o gingado e o sotaque nordestino. Apelidada de rainha da sofrência pop, a compositora ganhou o troféu APCA na categoria Revelação de 2018 e teve seu álbum de estreia selecionado na lista dos dez melhores discos nacionais do ano da revista “Rolling Stone”. Durante a entrevista, ela fala sobre sua trajetória musical e do clipe de “Meu Pisêro”, feito em parceria com o QuintoAndar. O trabalho mostra que a associação entre artistas e marcas tem sido cada vez mais comum. A atração conversa ainda com Flávia Mussalem, head de marketing do QuintoAndar. Formada em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas, ela iniciou a carreira em 2010. Durante o bate-papo, a executiva explica o trabalho do mercado de aluguéis durante a pandemia e dá dicas de estratégias para engajar mais clientes. O Reclame vai ao ar todas as terças-feiras, das 19h30 às 21h, sob o comando do ator e apresentador Felipe Solari, da jornalista Mônica Salgado e do jornalista, publicitário e humorista Emerson Souza. Com foco no mercado publicitário, a atração aborda os assuntos de forma descontraída, sem termos técnicos, mesclando outros temas essenciais como cultura, música, tecnologia, empoderamento feminino, grandes festivais, esportes, igualdade de gêneros e tendências. A Play FM tem programação musical voltada para os sucessos dos anos 1980, 1990 e início dos anos 2000, podendo ser ouvida na Grande São Paulo em FM 92.1 e em todo o país pelo aplicativo Band Rádios para smartphones. Siga a emissora no Facebook e no Instagram.


 

“Reclame” entrevista a cantora Duda Beat nesta terça-feira na Play FM
Programa conversa ainda com Flávia Mussalem, head de marketing do QuintoAndar

 

 
Duda Beat é uma das entrevistadas do “Reclame” desta semana. Crédito: Ana Alexandrino/Site Oficial

 

Reclame desta terça-feira (23) entrevista a cantora Duda Beat, a partir das 19h30, na Play FM. Natural do Recife, a artista mudou-se para o Rio de Janeiro aos 18 anos, mas nunca perdeu o gingado e o sotaque nordestino. Apelidada de rainha da sofrência pop, a compositora ganhou o troféu APCA na categoria Revelação de 2018 e teve seu álbum de estreia selecionado na lista dos dez melhores discos nacionais do ano da revista “Rolling Stone”.

Durante a entrevista, ela fala sobre sua trajetória musical e do clipe de “Meu Pisêro”, feito em parceria com o QuintoAndar. O trabalho mostra que a associação entre artistas e marcas tem sido cada vez mais comum.

A atração conversa ainda com Flávia Mussalem, head de marketing do QuintoAndar. Formada em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas, ela iniciou a carreira em 2010. Durante o bate-papo, a executiva explica o trabalho do mercado de aluguéis durante a pandemia e dá dicas de estratégias para engajar mais clientes.

Reclame vai ao ar todas as terças-feiras, das 19h30 às 21h, sob o comando do ator e apresentador Felipe Solari, da jornalista Mônica Salgado e do jornalista, publicitário e humorista Emerson SouzaCom foco no mercado publicitário, a atração aborda os assuntos de forma descontraída, sem termos técnicos, mesclando outros temas essenciais como cultura, música, tecnologia, empoderamento feminino, grandes festivais, esportes, igualdade de gêneros e tendências.

Play FM tem programação musical voltada para os sucessos dos anos 1980, 1990 e início dos anos 2000, podendo ser ouvida na Grande São Paulo em FM 92.1 e em todo o país pelo aplicativo Band Rádios para smartphones. Siga a emissora no Facebook e no Instagram. 1

Projeto cultural incentiva a ‘escuta de textos’
 
Peças de teatro foram gravadas em formato radiofônico e estão disponíveis para serem ‘visualizadas com os ouvidos’
 
O projeto “Leituras com a Inominável: dramaturgia em discussão” – que gravou leituras de oito peças de teatro e as adaptou ao formato radiofônico – está em nova fase. As primeiras produções já estão disponíveis gratuitamente ao público nos canais do YouTube, Instagram e Facebook da Inominável Companhia de Teatro.

As demais peças radiofônicas continuam com estreias toda sexta e sábado, até final de março, nas mesmas redes sociais. Além de incentivar o trabalho de artistas locais ou radicados na capital paranaense, valorizar e divulgar a dramaturgia contemporânea, a ideia é transportar o ouvinte para cenários tão distintos quanto aqueles narrados durante as gravações.

“Queremos estimular nas pessoas a escuta de textos, a imaginação, a curiosidade e a fantasia para que o público arquitete mentalmente e ‘visualize’ as histórias narradas”, explica a atriz, diretora de produção e sócia-fundadora da trupe teatral, Lilyan de Souza.

Ver com os ouvidos

Essas peças radiofônicas são chamadas de áudio-dramas e equivalem a um tipo de radionovela, mas sem as continuidades de capítulos que são comuns a esse gênero.

Contrariando a overdose visual dos tempos atuais, o projeto deixa as telas de lado e incita nas pessoas a audição, o ouvir atentamente, a percepção do que não é visto e sim imaginado.

Os atores que fizeram as leituras dramatizadas para o rádio foram Lilyan de Souza, Letícia Guazzelli, Lucas Mattana, Fabiane de Cezaro, Lucas Buchile e Rafael di Lari - membros da Inominável Companhia de Teatro.

Como forma de contrapartida social, eles e dois autores convidados por vez vão debater as obras em quatro lives descontraídas - nos dias 07, 14, 21 e 28 de abril – que poderão ser acompanhadas ao vivo pelo YouTube da Companhia.

Entre os dramaturgos confirmados estão Alexandre França, Ali Freyer, Daniela Passarinho, Iamni Reche, Juliana Partika, Léo Moita, Leonarda Glück e Sueli Araújo – todos autores curitibanos ou radicados em Curitiba.

O projeto – que surgiu pela vontade de compartilhar processos, pesquisas e reflexões da Inominável – foi aprovado pelo edital Aldir Blanc de Curitiba – Fomento e está sendo realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

Serviço

O que: Peças de teatro que foram gravadas em formato radiofônico estão disponíveis para serem ‘visualizadas com os ouvidos’

Como assistir: Pelo canal do YouTube da Inominável Companhia de Teatro

Quanto: Gratuito

Sugestão de legenda

Foto 1: O ator Lucas Mattana durante as gravações dos áudio-dramas

Crédito da foto: Lilyan de Souza

Arte 2: As peças radiofônicas continuam com estreias toda sexta e sábado, até final de março, nas redes sociais da Inominável Companhia de Teatro

Crédito da arte: Lucas Buchile






















































Pauta 2


Tecnologia e linguística transformam cartas da talentosa Maria Anna Mozart em uma composição inédita

Em homenagem ao Mês da Mulher, a LG Electronics, com sua linha LG XBOOM GO, apresenta o talento da irmã de Mozart por meio da música; iniciativa é assinada pela AlmapBBDO

Poucos sabem, mas, o músico e compositor Mozart não era o único talento de sua família. Maria Anna, sua irmã cinco anos mais velha, também era uma musicista admirável. Mas os costumes e padrões do século 18 a impediram de brilhar. Neste Mês da Mulher, a LG Electronics – empresa que tem como propósito ajudar as pessoas, através da tecnologia, a alcançarem todo seu potencial – conta a história brilhante de Maria Anna Mozart por meio de uma composição inédita.

Frases registradas em 66 cartas trocadas entre Maria Anna e Wolfgang Amadeus Mozart e 90 páginas de diário preservados no tempo viraram notas musicais. E pelas mãos da pianista Heloisa Fernandes se transformam agora numa melodia exclusiva, que expressa os sentimentos e a personalidade da artista que teve seu talento mascarado na história. Essa iniciativa só foi possível graças a união da tecnologia, do estudo da linguagem humana e de uma pianista talentosa. Uma ideia inédita da AlmapBBDO, que estreia sua primeira campanha para a LG, especificamente para a linha LG XBOOM GO, caixa de som portátil com tecnologia de áudio assinado pela Meridian.

A LG, junto com a Almap, descobriu que, embora as composições de Maria Anna tivessem sido perdidas com o tempo, as cartas trocadas com seu irmão Mozart, bem como o diário, ainda existem. O acesso ao material foi o ponto de partida para a criação, com base nas correspondências, da primeira música da artista conhecida pelo público. Os textos, todos em alemão, foram analisados rigorosamente para que o tom da pronúncia fosse transformado em notas musicais que, por sua vez, foram arranjadas por Heloisa Fernandes.

A música, intitulada “Das Königreich Rücken” - um reino imaginário entre Maria Anna e Mozart, encontrado nas cartas - embala o filme da campanha, assinado pela produtora Belgrado. O desenvolvimento do método de conversão das cartas em música e a produção musical do projeto são da Supersonica. O vídeo tem tem veiculação no Facebook, Instagram e YouTube.

Assista aqui: https://youtu.be/AdlXDvPARQU

“Em sua época, mulheres musicistas não eram aceitas. Para fazerem parte da sociedade elas não tinham outra escolha, a não ser cuidar da casa. Com essa campanha, criamos uma maneira de homenagear alguém que, como milhares de outras, precisou renunciar seu dom, seu talento, pelo simples fato de ser mulher. Agora vamos devolver ao menos este reconhecimento para ela. E nada mais genuíno do que uma empresa que entende o poder do som e da música para abraçar o Projeto Ms. Mozart”, comenta Beatriz Scheuer, diretora de planejamento da AlmapBBDO.

Para mais informações, acesse: https://www.projetomsmozart.com.br/

Ouça a música: https://youtu.be/vKN7qBCKNMA
Bastidores: https://youtu.be/an-NajHD2h8 
Bastidores: https://youtu.be/W2t5FgTipuk

Processo criativo e tecnológico
Cada nota musical tem uma frequência única determinada. A nota Dó, por exemplo, corresponde a frequência de 261,63 Hz, enquanto a nota Sol está em 392 Hz. Essa foi a lógica por trás da construção da música “Das Königreich Rücken”. Quando falamos, cada sílaba pronunciada tem uma frequência sonora próxima de uma nota musical, mas não necessariamente na frequência exata. É aí que, em parceria com a produtora de som Supersônica, a LG e a AlmapBBDO recorreram ao software Waves Tune, desenvolvido para captar e corrigir vocais e transformá-los em notas musicais.

Uma intérprete de alemão foi convidada para gravar a leitura das cartas e do diário de Maria Anna Mozart. Em seguida, o software traduziu esse material para notas musicais, aproximando as frequências. Se uma sílaba falada atingia 387 Hz, o software entendia que se tratava da nota Sol, pela frequência mais próxima.

Assim, um conjunto de frases selecionadas, transformadas em notas musicais, foram analisadas pela pianista Heloisa Fernandes, que as reorganizou no tempo e na sequência para compor uma peça de piano ao estilo da época. O resultado é uma partitura gravada na história.

Pauta 3
Em março, Museu Paranaense destaca a sabedoria popular e ancestral das benzedeiras .




Programação virtual do Mês da Mulher inclui documentário, áudios e mesas-redonda que abordarão identidade feminina

Curitiba, 08/03/21 - Ainda com as portas fechadas devido à pandemia, o Museu Paranaense (MUPA) irá marcar o mês da mulher com uma intensa programação virtual que evoca a identidade feminina em conhecimentos e fazeres ancestrais. 
Durante o mês de março, o museu irá promover a ação “Benzedeiras do Paraná: Mulheres de Fé” e o encontro “Mulheres e Identidades” com um série de atividades abertas ao público nas redes sociais.  

“Benzedeiras do Paraná: Mulheres de fé”
Em parceria com o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade Federal do Paraná (MAE-UFPR), o MUPA promoverá uma série de atividades online relacionadas às benzedeiras paranaenses, abordando o universo de fé e vida das benzedeiras da região Centro-Sul do Paraná, a diversidade de suas práticas de cura e conhecimentos de plantas medicinais.
Na mesa-redonda virtual “Benzedeiras do Paraná: Mulheres de Fé”, que será realizada no 18 de março, às 19 horas, a antropóloga Taísa Lewitzki conversa com as benzedeiras Ana Maria dos Santos (Ana Benzedeira), Agda Cavalheiro (Dona Guina) e Rosalina Gomes dos Santos (Dona Rosinha), com mediação da arqueóloga do Museu Paranaense, Claudia Parellada.
No encontro, as convidadas compartilharão suas trajetórias, suas práticas tradicionais de cura e a importância da valorização dessas práticas como patrimônio imaterial. 
Ana Maria Benzedeira (Ana Maria dos Santos) é benzedeira da de Rebouças (PR), coordenadora do Movimento Aprendizes da Sabedoria (MASA), integra a Rede Puxirão de Povos e Comunidades Tradicionais e o Conselho Estadual de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Paraná.  Aprendeu o ofício de benzer com seu pai na comunidade de Rio Bonito, é conhecedora das profecias do Monge João Maria e defensora de seus Olhos d’Água. Participou do Mapeamento Social das Benzedeiras de Rebouças (PR) e lutou para aprovação da Lei Municipal 1.401/2010, a primeira lei no Brasil que reconhece a identidade étnica e coletiva das benzedeiras e regulamenta o livre acesso às plantas medicinais.
Dona Gina (Agda Andrade Cavalheiro) é benzedeira, remedieira e costureira de rendidura também de Rebouças. Coordenadora do Movimento Aprendizes da Sabedoria (MASA), integra a Rede Puxirão de Povos e Comunidades Tradicionais e o Conselho Estadual de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Paraná. Conhecedora das plantas medicinais e detentora de inúmeras práticas e conhecimentos tradicionais de cura, ministra oficinas e cursos para benzedeiras em formação. É uma das fundadoras do MASA, com grande atuação nos Mapeamentos Sociais de Benzedeiras e aprovação de leis municipais e estadual de benzedeiras. 
Dona Rosinha (Rosalina Gomes dos Santos) é benzedeira, arrumadeira e costureira de rendidura do município de Irati (PR). Coordenadora do Movimento Aprendizes da Sabedoria (MASA), integra a Rede Puxirão de Povos e Comunidades Tradicionais e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Brasil.  Festeira do Divino, cantadeira de festas tradicionais e devota do Monge João Maria, integra a equipe de pesquisa do Mapeamento Sociocultural das Benzedeiras e Ofícios Tradicionais de Irati que resultou na aprovação da Lei Municipal 4543/2018 que reconhece o ofício de benzedeira como agente de saúde popular.
Antropóloga e pesquisadora, Taisa Lewitzki é autora da dissertação “A vida das benzedeiras: caminhos e movimentos”, que conquistou Menção Honrosa do Prêmio de Obras e Teses da ANPOCS 2020 e o Prêmio Curta Ciência UFPR 2020. Taisa observa que benzimento é a tradução do conhecimento geracional, o qual as benzedeiras são guardiãs. "Experiências que elas enriquecem com a troca com outras benzedeiras, com a diversidade e são aplicadas em suas comunidades em prol da saúde popular. Essa forma de ver o mundo traduz um modo de vida e constitui a diversidade cultural do interior do Paraná." 

Documentário
Também como parte das ações envolvendo as benzedeiras, será exibido o filme “Instalações-Rituais: documentário etnográfico sobre altares de benzedeiras por onde andou São João Maria”, da antropóloga Geslline Braga
O link do filme será disponibilizado pelo Instagram e Facebook do MUPA no domingo, dia 28 de março. A proposta da obra é realizar uma leitura dos altares de benzedeiras como instalações de arte contemporânea, notando suas subjetividades, atribuições simbólicas, construção de significados, função ritualística e a presença da fotografia. Nos altares a arte e a estética invadem o cotidiano, mostrando na sua composição aspectos dinâmicos e fluídos presentes na cultura popular brasileira.Um dos principais elementos de culto destes altares são as fotografias de João Maria, santo não-canônico da Região Sul do Brasil. Para a realização deste trabalho foram visitadas casas de benzedeiras e benzedores de cidades paranaenses e catarinenses, por onde o santo passou entre o final do século de XIX e décadas iniciais do XX.
No dia 31 de março, às 19 horas, uma mesa-redonda virtual irá discutir o as questões levantadas documentário "Instalações-Rituais". O encontro terá a participação da antropóloga e realizadora do filme Geslline Giovana Braga e da professora da UFPR, Liliana Mendonça Porto, com mediação da arqueóloga do MUPA, Claudia Parellada.
Geslline é antropóloga, realizadora de vários documentários etnográficos, com premiações em nível nacional. Especialista em Fotografia, possui Doutorado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo. Estuda as áreas de patrimônio imaterial, antropologia visual, antropologia das populações afro-brasileiras e das formas expressivas.
Liliana Mendonça Porto é professora da Universidade Federal do Paraná, com Doutorado pela Universidade de Brasília, e Pós Doutorado no Museu Nacional, atuando especialmente com o estudo de povos e comunidades tradicionais, e com as temáticas catolicismo popular, comunidades faxinalenses e quilombolas, e patrimônio imaterial.

Áudios
Além disso, uma série de áudios produzidos com as benzedeiras paranaenses, organizados pela antropóloga Taisa Lewitzki, serão publicados nas redes sociais do Museu Paranaense ao longo de março. Essas peças apresentam a trajetória dessas mulheres de fé, detentoras de conhecimentos tradicionais de cura e defensoras dos ofícios tradicionais de saúde popular. 

“Mulheres e Identidades”
Reconhecidas internacionalmente por suas lutas pela valorização da atuação da mulher na sociedade, a pesquisadora e líder indígena Genilda Kaingang e a artista chinesa, radicada em Foz do Iguaçu, Maria Cheung abordarão, no dia 11 de março, às 19 horas, como superaram momentos de preconceito e violência étnica através da arte e das conquistas comunitárias. O encontro será transmitido pelas redes sociais do MUPA. 
Nascida em 1957, Maria Cheung desenvolve arte conceitual, resultado do resgate das suas raízes. Suas obras falam da cultura que ela negou quando criança, ao chegar ao Brasil. Hoje, usa a arte para expressar a sua identidade, recria suas memórias afetivas e ancestrais e procura provocar reflexões com temas que a tocam. Já Genilda Kaigang nasceu na Terra Indígena Barão de Antonina, em São Jerônimo da Serra, norte do Paraná. Na década de 1980 tornou-se servidora da fundação nacional do índio (FUNAI). Em Curitiba, iniciou sua militância e fundou o Conselho de Mulheres Indígenas do Brasil (CONAMI) Genilda desenvolve diversas atividades de divulgação das culturas indígenas em escolas, universidades e museus. 

Serviço
Museu Paranaense (MUPA) - Mês da Mulher
Mesa-redonda virtual "Mulheres e Identidade", 11 de março, às 19 horas, nas redes sociais do MUPA.
Mesa-redonda virtual “Benzedeiras do Paraná: Mulheres de Fé, 18 de março, nas redes sociais do MUPA.
Documentário “Instalações-Rituais: documentário etnográfico sobre altares de benzedeiras por onde andou São João Maria”. Link na bio de 28 a 31 de março.
Mesa-redonda virtual sobre o documentário “Instalações-Rituais”, dia 31 de março, às 19 horas, nas redes sociais do MUPA.
facebook/museuparanaense
@museu paranaense


Programação virtual do Mês da Mulher inclui documentário, áudios e mesas-redonda que abordarão identidade feminina

Curitiba, 08/03/21 - Ainda com as portas fechadas devido à pandemia, o Museu Paranaense (MUPA) irá marcar o mês da mulher com uma intensa programação virtual que evoca a identidade feminina em conhecimentos e fazeres ancestrais. 
Durante o mês de março, o museu irá promover a ação “Benzedeiras do Paraná: Mulheres de Fé” e o encontro “Mulheres e Identidades” com um série de atividades abertas ao público nas redes sociais.  

“Benzedeiras do Paraná: Mulheres de fé”
Em parceria com o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade Federal do Paraná (MAE-UFPR), o MUPA promoverá uma série de atividades online relacionadas às benzedeiras paranaenses, abordando o universo de fé e vida das benzedeiras da região Centro-Sul do Paraná, a diversidade de suas práticas de cura e conhecimentos de plantas medicinais.
Na mesa-redonda virtual “Benzedeiras do Paraná: Mulheres de Fé”, que será realizada no 18 de março, às 19 horas, a antropóloga Taísa Lewitzki conversa com as benzedeiras Ana Maria dos Santos (Ana Benzedeira), Agda Cavalheiro (Dona Guina) e Rosalina Gomes dos Santos (Dona Rosinha), com mediação da arqueóloga do Museu Paranaense, Claudia Parellada.
No encontro, as convidadas compartilharão suas trajetórias, suas práticas tradicionais de cura e a importância da valorização dessas práticas como patrimônio imaterial. 
Ana Maria Benzedeira (Ana Maria dos Santos) é benzedeira da de Rebouças (PR), coordenadora do Movimento Aprendizes da Sabedoria (MASA), integra a Rede Puxirão de Povos e Comunidades Tradicionais e o Conselho Estadual de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Paraná.  Aprendeu o ofício de benzer com seu pai na comunidade de Rio Bonito, é conhecedora das profecias do Monge João Maria e defensora de seus Olhos d’Água. Participou do Mapeamento Social das Benzedeiras de Rebouças (PR) e lutou para aprovação da Lei Municipal 1.401/2010, a primeira lei no Brasil que reconhece a identidade étnica e coletiva das benzedeiras e regulamenta o livre acesso às plantas medicinais.
Dona Gina (Agda Andrade Cavalheiro) é benzedeira, remedieira e costureira de rendidura também de Rebouças. Coordenadora do Movimento Aprendizes da Sabedoria (MASA), integra a Rede Puxirão de Povos e Comunidades Tradicionais e o Conselho Estadual de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Paraná. Conhecedora das plantas medicinais e detentora de inúmeras práticas e conhecimentos tradicionais de cura, ministra oficinas e cursos para benzedeiras em formação. É uma das fundadoras do MASA, com grande atuação nos Mapeamentos Sociais de Benzedeiras e aprovação de leis municipais e estadual de benzedeiras. 
Dona Rosinha (Rosalina Gomes dos Santos) é benzedeira, arrumadeira e costureira de rendidura do município de Irati (PR). Coordenadora do Movimento Aprendizes da Sabedoria (MASA), integra a Rede Puxirão de Povos e Comunidades Tradicionais e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Brasil.  Festeira do Divino, cantadeira de festas tradicionais e devota do Monge João Maria, integra a equipe de pesquisa do Mapeamento Sociocultural das Benzedeiras e Ofícios Tradicionais de Irati que resultou na aprovação da Lei Municipal 4543/2018 que reconhece o ofício de benzedeira como agente de saúde popular.
Antropóloga e pesquisadora, Taisa Lewitzki é autora da dissertação “A vida das benzedeiras: caminhos e movimentos”, que conquistou Menção Honrosa do Prêmio de Obras e Teses da ANPOCS 2020 e o Prêmio Curta Ciência UFPR 2020. Taisa observa que benzimento é a tradução do conhecimento geracional, o qual as benzedeiras são guardiãs. "Experiências que elas enriquecem com a troca com outras benzedeiras, com a diversidade e são aplicadas em suas comunidades em prol da saúde popular. Essa forma de ver o mundo traduz um modo de vida e constitui a diversidade cultural do interior do Paraná." 

Documentário
Também como parte das ações envolvendo as benzedeiras, será exibido o filme “Instalações-Rituais: documentário etnográfico sobre altares de benzedeiras por onde andou São João Maria”, da antropóloga Geslline Braga
O link do filme será disponibilizado pelo Instagram e Facebook do MUPA no domingo, dia 28 de março. A proposta da obra é realizar uma leitura dos altares de benzedeiras como instalações de arte contemporânea, notando suas subjetividades, atribuições simbólicas, construção de significados, função ritualística e a presença da fotografia. Nos altares a arte e a estética invadem o cotidiano, mostrando na sua composição aspectos dinâmicos e fluídos presentes na cultura popular brasileira.Um dos principais elementos de culto destes altares são as fotografias de João Maria, santo não-canônico da Região Sul do Brasil. Para a realização deste trabalho foram visitadas casas de benzedeiras e benzedores de cidades paranaenses e catarinenses, por onde o santo passou entre o final do século de XIX e décadas iniciais do XX.
No dia 31 de março, às 19 horas, uma mesa-redonda virtual irá discutir o as questões levantadas documentário "Instalações-Rituais". O encontro terá a participação da antropóloga e realizadora do filme Geslline Giovana Braga e da professora da UFPR, Liliana Mendonça Porto, com mediação da arqueóloga do MUPA, Claudia Parellada.
Geslline é antropóloga, realizadora de vários documentários etnográficos, com premiações em nível nacional. Especialista em Fotografia, possui Doutorado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo. Estuda as áreas de patrimônio imaterial, antropologia visual, antropologia das populações afro-brasileiras e das formas expressivas.
Liliana Mendonça Porto é professora da Universidade Federal do Paraná, com Doutorado pela Universidade de Brasília, e Pós Doutorado no Museu Nacional, atuando especialmente com o estudo de povos e comunidades tradicionais, e com as temáticas catolicismo popular, comunidades faxinalenses e quilombolas, e patrimônio imaterial.

Áudios
Além disso, uma série de áudios produzidos com as benzedeiras paranaenses, organizados pela antropóloga Taisa Lewitzki, serão publicados nas redes sociais do Museu Paranaense ao longo de março. Essas peças apresentam a trajetória dessas mulheres de fé, detentoras de conhecimentos tradicionais de cura e defensoras dos ofícios tradicionais de saúde popular. 

“Mulheres e Identidades”
Reconhecidas internacionalmente por suas lutas pela valorização da atuação da mulher na sociedade, a pesquisadora e líder indígena Genilda Kaingang e a artista chinesa, radicada em Foz do Iguaçu, Maria Cheung abordarão, no dia 11 de março, às 19 horas, como superaram momentos de preconceito e violência étnica através da arte e das conquistas comunitárias. O encontro será transmitido pelas redes sociais do MUPA. 
Nascida em 1957, Maria Cheung desenvolve arte conceitual, resultado do resgate das suas raízes. Suas obras falam da cultura que ela negou quando criança, ao chegar ao Brasil. Hoje, usa a arte para expressar a sua identidade, recria suas memórias afetivas e ancestrais e procura provocar reflexões com temas que a tocam. Já Genilda Kaigang nasceu na Terra Indígena Barão de Antonina, em São Jerônimo da Serra, norte do Paraná. Na década de 1980 tornou-se servidora da fundação nacional do índio (FUNAI). Em Curitiba, iniciou sua militância e fundou o Conselho de Mulheres Indígenas do Brasil (CONAMI) Genilda desenvolve diversas atividades de divulgação das culturas indígenas em escolas, universidades e museus. 

Serviço
Museu Paranaense (MUPA) - Mês da Mulher
Mesa-redonda virtual "Mulheres e Identidade", 11 de março, às 19 horas, nas redes sociais do MUPA.
Mesa-redonda virtual “Benzedeiras do Paraná: Mulheres de Fé, 18 de março, nas redes sociais do MUPA.
Documentário “Instalações-Rituais: documentário etnográfico sobre altares de benzedeiras por onde andou São João Maria”. Link na bio de 28 a 31 de março.
Mesa-redonda virtual sobre o documentário “Instalações-Rituais”, dia 31 de março, às 19 horas, nas redes sociais do MUPA.
facebook/museuparanaense
@museu paranaense

#TVCutura #GNT


Premiado documentário da Produtora Tocha Filmes sobre equidade de gênero no mercado de trabalho será exibido na TV Cultura e GNT

Produção de Sylvio Rocha foi vencedora na categoria 'Melhor Curta Metragem Estrangeiro' no Hollywood Women's Film Festival 2020. Documentário estreia às 23h deste domingo (7) na TV Cultura e na 2ª feira, às 0h, no GNT.

6 de março de 2021 – A TV Cultura exibirá neste domingo (7), às 23h, e o canal GNT na segunda-feira (8), às 0h, “Como Ela Faz?”, documentário (78’) produzido pela produtora Tocha Filmes sobre equidade de gênero no mundo do trabalho e que foi premiado na categoria “Melhor Curta Metragem Estrangeiro” no Hollywood Women’s Film Festival 2020. Esse festival foi criado pelo Instituto da Academia de Hollywood para filmes que abordassem questões de inclusão, equidade de gênero e raças.

O documentário promove reflexões sobre o tema de equidade de gênero no Brasil ilustrado a partir de imagens e testemunhos pessoais do cotidiano de 13 mulheres muito especiais, que revelam as adversidades vividas por elas em suas jornadas diárias em busca de maiores oportunidades no mercado de trabalho.

A produção traz a participação de grandes personagens, como Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil, Adriana Barbosa, fundadora da pretahub, Nina Silva, CEO do D’Black Bank, Tabata Amaral, deputada federal, Duilia de Mello, astrofísica, Maite Schneider, fundadora do TransEmpregos, Djamila Ribeiro, filósofa, e Cris Rozeira, artilheira da Seleção Brasileira Feminina de Futebol.  

Também deixam seus comentários como especialistas Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora, Margareth Goldenberg, gestora executiva do Movimento Mulher 360, Adriana Carvalho, consultora na ONU Mulheres Brasil, Rosane Borges, jornalista e pós-doutora em comunicação social, Vera Iaconelli, psicanalista, e Sheila de Carvalho, gerente de direitos humanos do Instituto Ethos.

 

Serviço:

Estreia do documentário “Como Ela Faz?”

Local: TV Cultura

Data: 07/03 (domingo), às 23h

Local: GNT

Data: 08/03 (segunda-feira), às 0h

 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=v0nFgyioSBs

Site: http://comoelafaz.tochafilmes.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/_comoelafaz/

 

Sobre a Tocha Filmes

Tocha Filmes é uma desenvolvedora e produtora de conteúdo audiovisual que trabalha desde a centelha criativa de uma ideia até a produção, lançamento e ativação de conteúdo final. A empresa lida com múltiplos mecanismos de financiamento disponíveis no mercado, possui diversas parcerias internacionais de coprodução e está preparada para proporcionar uma entrega tranquila dos produtos aos seus clientes, em múltiplas plataformas como TV, cinema e qualquer meio digital, conectando-os com o público certo no momento certo.

A empresa vem se especializando em projetos e produções dentro da temática da agenda EESG (Economic, Environment & Social Governance), que hoje move as organizações civis e grande parte das empresas. Esse foi o caminho escolhido para a criação de conteúdos disruptivos e transformadores, contribuindo para um planeta melhor e uma sociedade mais engajada e consciente.

+Cultura

O Clã da Dança recebe inscrições para cursos gratuitos sobre mestres da cultura popular brasileira.

Inscrições acontecem até o dia 10 de março 

Até o dia 10 de março a cia O Clã da Dança recebe inscrições para uma série de encontros sobre a atuação de mestres e mestras na cultura popular brasileira. Serão palestras e uma residência artística sobre figuras como o Caboclo de Lança (Maracatu Rural), o Mestre da Congada, o Bastião do Cavalo Marinho e o Vaqueiro de Fitas (Bumba Meu Boi). Para participar basta ter mais de 16 anos.


Agenda:


Encontros com Helder Vasconcelos

Dias: 12/03 e 19/03 das 19h às 22h

Tema: Mestres e Mestras da Cultura Popular Brasileira e os guardiões de uma visão de mundo integrado.


Ao longo desses 28 anos de convivência com as tradições populares do Cavalo Marinho e Maracatu Rural, manifestações da Zona da Mata Norte de Pernambuco, Helder Vasconcelos tem dialogado com diversos Mestres e Mestras, creditando a todos uma parte fundamental de sua formação como músico, ator e dançarino. Além de fazer parte dessas tradições, Helder tem sua própria experiência como Mestre na brincadeira do Boi Marinho que faz parte do Carnaval de Recife e Olinda desde o ano de 2000. A proposta dos encontros é levar para o público sua experiência de convivência com os Mestres e Mestras da cultura popular como Mestre Salustiano, Grimário, Biu Alexandre, Nice, Inácio Lucindo, Barachinha, Zé Joaquim, Bi e tantos outros.



Oficina Diáspora Cultural com a Cia O Clã da Dança

Dias - 13/03 e 20/03 das 13h às 16h

          14/03 e 21/03 das 09h às 12h


O Clã da Dança tem como proposta de encenação o diálogo entre as figuras das manifestações populares com a contemporaneidade se preocupando com a representatividade dos mestres e das mestras, com mulheres brincantes utilizando como construção cênica e corporal as figuras de manifestações como o Caboclo de Lança (Maracatu Rural); o Mestre da Congada; o Bastião do Cavalo Marinho e as figuras do Guerreiro e o Vaqueiro de Fitas (Bumba Meu Boi). O trabalho corporal das intérpretes é pautado na técnica do Butô em conexão com os trupes. Nos encontros com a Cia serão abordados os aspectos físicos e temáticos do espetáculo “Chão de Memórias”.



Sobre o espetáculo “Chão de Memórias”.

Formado por 5 mulheres de Pindamonhangaba, interior de São Paulo, o grupo reverencia mestres e mestras da cultura popular brasileira abordando festejos populares e cortejos peregrinos em estradas de terra.


Com foco nas histórias dos mestres, que foram construídas em vários territórios demarcados pela cultura patriarcal e eurocêntrica, “Chão de Memórias” mostra a mulher ocupando o espaço que por muito tempo foi dirigido e “apitado” por homens, por mestres.


Serviços:

Palestra com Helder Vasconcelos

Dias - 12/03 e 19/03 das 19h às 22h


Oficina Diáspora Cultural com a Cia O Clã da Dança

Dias - 13/03 e 20/03 das 13h às 16h

          14/03 e 21/03 das 09h às 12h


Inscrições: Até 10/03/2021

Link: https://linktr.ee/chaodememorias


Foto: Divulgação/Helder Vasconcelos




A artista plástica Mari Salmonson explora em suas obras o poder do feminino dentro do Folclore Brasileiro

Entusiasta da cultura popular brasileira comemora o Dia Internacional das Mulheres com artes e conteúdo exclusivo

Em comemoração ao Dia Internacional das Mulheres, a artista plástica e estudiosa da cultura popular brasileira, Mari Salmonson, selecionou as personagens de grande destaque do Folclore brasileiro para ressaltar os poderes do feminino dentro das lendas que unem o complexo conhecimento humano das mitologias africanas, indígenas e europeias, e dão origem ao que conhecemos hoje como a identidade do povo brasileiro.



Mari trará em seus canais nas redes sociais – Youtube e Instagram – um conteúdo exclusivo sobre cada lenda. E para os apaixonados por Folclore e Arte, suas pinturas exclusivas, que retratam cada personagem, estarão também disponíveis no site www.marisalmonson.com a partir do dia 08 de março.


Entre os destaques desse pool de personagens emblemáticas estão a “Estrela das Águas” Vitória Régia, a Cuca, a índia guerreira Yara, a bruxa Leka, a protetora das matas Caipora, a Saci mulher conhecida como Saci-Taperês, a orixá Iansã e a Deusa indígena Ticê.


“A cultura popular brasileira é repleta de personagens que reforçam o poder feminino, muitas superam obstáculos e situações difíceis para encontrar o que almejam. São facetas de diferentes mulheres, cada uma com o seu jeito, atributos e poderes, é uma grande mistura das nossas origens. Assim como nós!”, afirma a artista. 


O conteúdo completo estará disponível nos canais da Mari Salmonson a partir do dia 08 de março – Dia Internacional das Mulheres.

Programação:

8 de março: vídeo da série #PersonagensBrasileiros "Vitória Régia"

15 de março: vídeo da série #PersonagensBrasileiros "Bruxa Leka" (mito de Florianópolis)

22 de março: vídeo da série #PersonagensBrasileiros "A princesa de Jericoacoara"

29 de março: vídeo da série #PersonagensBrasileiros "Cuca"






São Paulo

Theatro São Pedro inicia temporada

com concertos sinfônicos em março

 

Theatro São Pedro lança sua temporada para o primeiro semestre de 2021 com espetáculos divididos em séries de óperas de câmara, concertos sinfônicos, música de câmara e um programa conjunto de música e balé com a São Paulo Companhia de Dança.

A programação se inicia nos dias 6 e 7 de março. 

Apresentações também serão transmitidos ao vivo pela internet

 

Crédito: Heloísa Bortz

    

 

 

A Orquestra do Theatro São, instituição do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, abre a temporada 2021 com concerto nos dias 6 e 7 de março, às 16h e 17h, respectivamente. Sob regência de Ligia Amadio, a apresentação conta com a participação da soprano Edna D’Oliveira e do barítono Michel de Souza. No repertório, obras de Händel, Mozart, Alberto Costa e Villa-Lobos. Os concertos homenageiam a soprano Heidi Alves Lazzarini (1939-2003).

 

O segundo concerto acontece nos dias 8 e 9 de maio, e tem como convidado o maestro Ira Levin, que tem atuação dupla no programa: além de comandar a Orquestra do Theatro São Pedro na suíte O Burguês Fidalgo, de Richard Strauss, ele também interpreta ao piano o Concerto nº 17 de Mozart. Os concertos acontecem às 20h e 17h, respectivamente.


Os ingressos para os concertos sinfônicos da Orquestra do Theatro São Pedro vão de R$ 15 (meia) a R$ 30, e estão à venda no site www.theatrosaopedro.byinti.com




Março Cultura

Curitiba

JURASSIC SAFARI EXPERIENCE CHEGA A CURITIBA COM AVENTURA INESQUECÍVEL PARA TODA A FAMÍLIA .

VENDA ONLINE -  www.jurassicsafari.com.br

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: Livre




“Após temporadas de estrondoso sucesso no Rio de Janeiro e em São Paulo, que contaram com mais de 250 mil espectadores até o momento, a megaexperiência chega à capital paranaense neste sábado, dia 06 de março, levando diversas réplicas animadas de dinossauros em tamanho real que irão correr ao redor dos carros em performances e movimentos impressionantes no estacionamento do restaurante Família Madalosso”


Março 2021 Parana

Festival de Culturas Tradicionais lança conteúdo permanente na internet

 


Com um público total de cerca de quatro mil pessoas, foi encerrado neste final de semana a primeira edição do Festival de Culturas Tradicionais, evento online que reuniu diversas etnias e manifestações artísticas do Paraná. Inicialmente previsto para ser realizado ao vivo, ele foi transferido para a internet por conta da pandemia. Tudo que aconteceu entre o dia 26 de janeiro e 28 de fevereiro de 2021 agora está disponível no canal do Youtube da produtora Lia Marchi, idealizadora do evento: www.youtube.com/LiaMarchi

 

Toda a programação foi gratuita e o acesso continua sendo livre no Youtube. Os conteúdos estão separados em duas playlists: oficinas práticas e apresentações.

 

Entre as manifestações culturais registradas, estão o fandango (grupos Fandanguará e Mandicuera), os tambores japoneses do grupo Wakaba Taikô, o circo do Grupo Zanchettini e as raízes africanas do grupo Força da Capoeira.

 

As oficinas, por sua vez, trouxeram conteúdos voltados a crianças, pais e professores, ensinando a criar jogos, brinquedos outras atividades lúdicas e culturais.

 

O evento foi realizado pela Olaria Projetos de Arte e Educação, e tem Lia Marchi como curadora e LM Stein como produtor. A dupla tem um extenso trabalho de documentação e divulgação de tradições populares, tendo registrado ao longo de 20 anos diferentes culturas do Brasil e de Portugal, editando livros e documentários. Projetos com temáticas que passam por Folia de Reis, Boi de Mamão, Fandango e as benzedeiras fazem parte das realizações da Olaria.

 

O Festival de Culturas Tradicionais é um projeto realizado com o apoio do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura - Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, e conta com incentivo de Higi Serv, Imobiliária Razão e Shopping Mueller.

 

Festival de Culturas Tradicionais

Edição Online 2021 - conteúdo permanente: www.youtube.com/LiaMarchi


São Paulo

Museu da Energia restaura 3600 peças do seu acervo

Aprovação em edital do ProAC garante manutenção que deve ser finalizada em julho

 

O projeto “Documentação e Transferência do Acervo Museológico da Fundação Energia e Saneamento” foi uma das 11 iniciativas premiadas através do Edital de dezembro de 2019, “Modernização de Acervos de Museus e Arquivos” uma iniciativa do Programa de Ação Cultural (ProAC) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. “O Museu da Energia segue a sua missão que é de preservar, pesquisar e divulgar o patrimônio do setor de energia e saneamento, e com esse edital vamos inventariar, higienizar e organizar mais de 3600 peças do nosso acervo”, conta Andressa Romualdo, Coordenadora do Acervo da Fundação.

As primeiras fases do projeto, já realizadas, integraram a transferência de parte do acervo de objetos, antes alocada em imóvel da instituição em Rio Claro, para a sede do acervo geral da Fundação, em Jundiaí, com a adequação e reforma de espaço para uma nova reserva técnica.

Em fevereiro, o diagnóstico do estado de conservação das peças foi realizado por uma especialista em conservação e restauro de obras de arte em metal, para definição das intervenções que serão necessárias realizar. Agora, o acervo será higienizado, inventariado e acondicionado de maneira adequada por um time de especialistas.

A coleção reúne uma variedade de itens — desde modelos de luminárias a gás do final dos 1800, a lâmpadas utilizadas na iluminação pública de cidades paulistas no início do século 20; variados eletrodomésticos, incluindo alguns dos primeiros aparelhos importados ao Brasil, na primeira metade do século 20. O acervo ainda reúne, entre outros, equipamentos e ferramentas usados em sistemas de energia, como um escafandro, da década de 30, usado na manutenção subaquática de usinas elevatórias no Rio Pinheiros.

Com a finalização de todas as fases, a Fundação tem como objetivo criar uma diretriz para a construção da Política de Acervo Museológico, que possa garantir futuramente a conservação adequada dos objetos, principalmente os que são usados nas exposições do Museu da Energia. “Após a finalização do tratamento técnico desse acervo, pretendemos      proporcionar a integração entre o acervo arquivístico, bibliográfico e museológico, material que hoje já pode ser acessado gratuitamente por pesquisadores através do nosso site, de forma a democratizar o acesso ao nosso acervo histórico e à informação”, completa Andressa.

Por conta da pandemia do COVID-19 a previsão da Fundação Energia e Saneamento é que os trabalhos sejam entregues em agosto de 2021.

Peças da Fundação Energia e Saneamento que estão sendo tratadas

- Modelos de luminária a gás do final de 1800

- Lâmpadas utilizadas na iluminação pública de cidades paulistas no início do século XX

Primeiros eletrodomésticos importados para o Brasil, da metade do século XX

- Ferramentas e equipamentos do sistema de energia de 1930.

Sobre a Fundação Energia e Saneamento

Desde 1998, a Fundação Energia e Saneamento atua em várias regiões do Estado de São Paulo por meio das unidades do Museu da Energia (São Paulo, Itu e Salesópolis), realizando ações culturais e educativas que reforçam conceitos de cidadania e incentivam o uso responsável de recursos naturais, trabalhando nos eixos de história, ciência, tecnologia e meio ambiente, além de subsidiar pesquisas sobre energia e saneamento. O acervo da Fundação é composto por mais de 1.600 metros lineares de documentos técnicos e gerenciais, 260 mil documentos fotográficos, cerca de 3.500 objetos museológicos, 50 mil títulos na biblioteca, além de documentos cartográficos, audiovisuais e sonoros, reunidos a partir de meados do século XIX.

Site: http://www.energiaesaneamento.org.br/

Facebook: https://www.facebook.com/museudaenergia

Instagram: @museudaenergia

YouTube: https://www.youtube.com/c/MuseudaEnergia

 





Fevereiro 2021


Maragogi




O empresário, blogueiro e Instagrammer de viagens, Thiago Paes do canal 

@PaesPeloMundo desembarcou em Maragogi, litoral norte de Alagoas para desvendar seus mares naturais.


A cidade de Maragogi possui 10 praias: São Bento; Camurim; Maragogi; Burgalhau; 

Barra Grande; Antunes; Ponta de Mangue; Xaréu; Dourado e Peroba. Todas elas fazem parte da APA – Aréa de Proteção Ambiental – Costa dos Corais.


A atriz e produtora Lia Comandulli  conversa com o carnaval online e conta seus momentos de Carnaval em sua vida.



Por Waldo Rafael.



Paulo Stolz ,um paranaense tocando tamborim na bateria da estácio de sá no desfile de 2019, quando foram  campeões da série A, com o enredo "A fé que emerge das águas", que é sobre a festa do Cristo Negro de Portobelo, no Panamá.


+Carnaval

Carnaval Holândes: com festas suspensas no mundo todo, conheça um pouco dessa tradição que não é só brasileira



Durante período de comemoração, chave e comando de cada cidade são passados para o "Príncipe do Carnaval"

Com festas e bailes suspensos ou adiados, o Carnaval de 2021 será completamente diferente para os brasileiros. E essa deve ser a mesma estratégia adotada em outros países que também tinham essa festa como tradição nesse período. Muita gente não sabe, mas o Carnaval é também celebrado ao redor do mundo. Com três dias de festa e muitas celebrações típicas, essa comemoração acontece, por exemplo, na Holanda no mesmo período em que os brasileiros vão para a folia. Apesar da semelhança nas cores, fantasias e decorações, a tradição holandesa traz suas particularidades e traços regionais, que deixam a festa ainda mais curiosa para quem conhece o Carnaval do Brasil. 

Na Holanda, a festa de Carnaval começa quando o prefeito da cidade, em uma cerimônia com todas as autoridades locais, passa o governo para o "Príncipe do Carnaval", personagem que irá comandar a cidade durante os três dias de comemorações. Além disso, para acompanhar a mudança no governo, o nome e a bandeira também são alterados. Em Maastricht, um dos principais pólos do Carnaval Holandês, o nome se torna “Mestreech'', por exemplo. 

Festa nas ruas 

Os foliões se espalham pelas ruas assim como no Brasil, reunindo amigos e familiares. Na Holanda, é comum levar familiares para as celebrações e, grande parte das vezes, os que mais aproveitam a festa são os idosos. “A cultura holandesa preza pela união familiar e companheirismo, por isso, o Carnaval é uma festa para celebrar com os parentes e um momento para levar alegria para os anciãos de cada lar”, explica o presidente da Associação Cultural Brasil Holanda (ACBH), Koob Petter.

E as fantasias também tomam conta das ruas, com muitas cores e adereços. Porém, como a celebração holandesa é realizada no inverno, as roupas são voltadas para garantir o calor e também conforto durante os três dias de folia. “O inverno holandes é muito rigoroso, por isso, todas as vestimentas são pensadas para terem muitas camadas e também serem confortáveis para caminhar pelas ruas”, conta Koob. 

Humor e ironia 

Nos trajes e também carros alegóricos, menores do que os brasileiros, é comum perceber críticas aos políticos locais ou sátiras. Além disso, as fantasias visam sempre um lado engraçado ou até mesmo “esquisito”, e não somente a beleza ou o corpo. “Os holandeses são, em sua maioria, mais reservados. Porém, o Carnaval é um momento para se abrir para brincadeiras, sátiras e folia, sempre respeitando os valores da cultura”, explica o presidente da associação.

Na Holanda, o Carnaval é celebrado durante três dias, principalmente na região Sul do país. No Norte, o feriado ainda não é tão comemorado, o que também acontece nas colônias holandesas do Paraná, quando a data acompanha alguns dias de folga, mas não é celebrada. 

Sobre a ACBH

A Associação Cultural Brasil-Holanda (ACBH) é uma organização formada por holandeses e descendentes de holandeses no Brasil, oriundos de diversas colônias. Visa preservar o patrimônio histórico artístico e cultural holandês e brasileiro para a posteridade. Também quer incentivar, desenvolver e divulgar as várias formas de expressão cultural. Mais informações: https://www.acbh.com.br/.


*O Folião" dentro" da Internet*
Waldo Rafael, Carnaval On-line



A importância do Carnaval, seja On-line , Live, ou em documento, ou  em mídia digital, o importante é que o carnaval seja registrado como uma data importante, e que não seja esquecido o nosso folclore.
 O  Web leite Quentee News, criou conteúdos especiais sobre carnaval  .
A mostra dos conteúdos foram gravadas no Lounge Leite Quentee News ,com algumas gravações encaminhadas pelos próprios convidados e que será exibido nas mídias sociais
Facebook, Instagram, e a Web leite Quentee News.

#Waldorafael
#CarnavalOnline


Carnaval online da Comunidade Brasileira em Moçambique África.









*O Folião" dentro" da Internet*


A importância do Carnaval, seja On-line , Live, ou em documento, ou  em mídia digital, o importante é que o carnaval seja registrado como uma data importante, e que não seja esquecido o nosso folclore.
 O  Web leite Quentee News, criou conteúdos especiais sobre carnaval  .
A mostra dos conteúdos foram gravadas no Lounge Leite Quentee News ,com algumas gravações encaminhadas pelos próprios convidados e que será exibido nas mídias sociais
Facebook, Instagram, e a Web leite Quentee News.

#Waldorafael
#CarnavalOnline








O Carnaval ficou na saudade. Mas ainda tem a serpentina, o confete, a folia e a companhia de 4 bons drinks faceis de preparar em casa. Deixa rolar o samba no pé na sala da sua casa, aperta o play e bora curtir em casa!

Quatro drinks para o carnaval que ficou na saudade 



Se em 2021 o carnaval ficou na saudade, conheça quatro drinks que têm a cara da folia e divirta-se em casa!

Chico Buarque tem um refrão muito querido dos brasileiros em uma de suas canções de sucesso que diz "Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar". Ouví-la só aumenta a saudade de cair na folia, se jogar nos bloquinhos, deixar correr o samba no pé, enfim, tudo que a festa pagã traz todos os anos, só que não. Este ano é a pandemia a dona das avenidas e salve-se quem puder. O jeito então é fazer o "bloco do eu sozinho" e curtir a vibe na tranquilidade da sua casa, mas como ninguém é de ferro, pelo menos, em companhia de bons drinks, fáceis de preparar em casa. Compra a serpentina, joga o confete na sala,  aperte o play  e saúde! 

Mini Beer 43: preparado com o licor mais popular da Espanha, esse drink é versátil e super fácil de fazer. Em um copo de shot ou em uma mini caneca, adicione 25ml de Licor 43 gelado e complete com uma fina camada de chantilly também gelado. É simplesmente delicioso.


Margarita Cuervo: não teremos os tradicionais bloquinhos nas ruas, mas podemos curtir o carnaval em casa com Margarita Cuervo, um drink que combina com a folia na sala, à beira da piscina e no churrasco! Para seu preparo perfeito, a Jose Cuervo conta com a mistura Margarita Mix nos sabores Limão e Morango, que podem ser servidas em jarras. Não tem erro, é só combinar 1L do produto com meia garrafa de Jose Cuervo e misturar em uma coqueteleira com gelo - enquanto dança sua marchinha preferida.

Kraken Cola: se você quer um drink refrescante, fácil de fazer e surpreendente, escolha The Kraken, um rum caribenho infusionado com 13 especiarias cuja receita permanece secreta até hoje. A bebida se destaca na categoria de Spiced Rums e fica deliciosa com refrigerante de Cola. Misture 50ml de The Kraken Rum, 90ml de refrigerante de cola, limão e gelo.

Fireball shot: o licor de whisky com sabor de canela traduz o que é animação! Em um copo de shot, adicione 50ml de Fireball Whisky bem gelado. Simples e ideal para comemorar o carnaval em casa, além de todas as sextas-feiras em “Fireball Fridays”, o único “feriado” que acontece 52 vezes ao ano. Para os mais práticos, Fireball é encontrado também em pack pronto para o consumo, o 6-Pack, com 6 mini-garrafas. Perfeito para uma noite longa e divertida.

Os rótulos Licor 43, Fireball Whisky, The Kraken Rum e Jose Cuervo são importados e distribuídos no Brasil com exclusividade pela Aurora Fine Brands.

Acompanhe as marcas no Instagram: @licor43brasil @josecuervobr @krakenrumbr @fireball.br





 







+Carnaval Online
Centro Cultural Vale Maranhão traz apresentação virtual do Bloco Afro Juremê
 
Grupo é uma das atrações da instituição no mês de Fevereiro, que tem objetivo de disseminar a diversidade cultural local para além do estado do Maranhão
 
 
O mês de fevereiro está recheado de atrações culturais no Centro Cultural Vale Maranhão - CCVM. Exposições virtuais, mostras de cinema, apresentação de dança e diversas rodas de conversas (abertas ao público) ficam disponíveis no site e canal do Youtube da instituição com o objetivo de fomento à arte e cultura local.

A proposta do CCVM com a vasta programação é disseminar o trabalho de artistas locais para além do Maranhão e proporcionar um ambiente de trocas de experiências entre a produção cultural maranhense e o que está acontecendo no Brasil.
As exibições audiovisuais podem ser acessadas no canal do Youtube do CCVM - https://www.youtube.com/centroculturalvalemaranhao .




Web Leite Quentee News no
Abre alas Carnaval Online
2021

 

 Claudia Leitte e Ivete Sangalo trocam trio por carro elétrico no Carnaval

 

·         Artistas se juntam pela primeira vez para promover um show via live streaming no sábado de Carnaval

·         Claudia e Ivete entrarão no cenário à bordo dos veículos 100% elétricos Audi e-tron e Audi e-tron Sportback

·         Apresentação tem o patrocínio da Audi

 

A live TRIO: Ivete, Claudia e Você será realizada no sábado de Carnaval, em 13 de fevereiro, às 17h30 e transmitida no YouTube.

São Paulo,  fevereiro de 2021 – O tradicional trio elétrico será substituído pelo carro elétrico no Carnaval de 2021: no sábado, 13, Claudia Leitte e Ivete Sangalo farão um show juntas, pela primeira vez, em uma live histórica e entrarão no cenário à bordo dos 100% elétricos Audi e-tron e Audi e-tron Sportback. O evento recebeu o nome de TRIO: Ivete, Claudia e Você e tem o patrocínio da Audi do Brasil.

 

O Carnaval é uma das festas mais tradicionais do Brasil e anualmente atrai milhões de pessoas para celebrar em todo o País. Contudo, o cenário pandêmico e a necessidade de evitar aglomerações fizeram com que as festividades presenciais fossem suspensas. Foi com o intuito de trazer a energia e positividade do Carnaval que surgiu a ideia de fazer uma live com Claudia Leitte e Ivete Sangalo.

 

“Cada vez mais é necessário ter consciência sobre o impacto das nossas atitudes com o meio ambiente. Se todos fizerem pequenas mudanças, conseguiremos deixar um mundo melhor para as próximas gerações. Trocar o trio elétrico pelo carro elétrico é uma atitude simbólica, mas que mostra nossa preocupação em buscar alternativas sustentáveis para a sociedade em que vivemos. A Covid-19 vai passar, mas nosso planeta vai ficar”, opina Claudia Leitte.


 

Para Ivete Sangalo, “por mais que o isolamento seja difícil, é importante se cuidar nesse momento pelo bem de todos. O Covid-19 é uma doença séria e que precisa ter os devidos cuidados respeitados. Por isso é momento de criar, usar a tecnologia para levar a energia do Carnaval para todos curtirem em casa com segurança. Entrar na apresentação cada uma em um carro elétrico, respeitando o distanciamento, será uma experiência totalmente inédita”.

 

Na visão de Cláudio Rawicz, Diretor de Comunicação e Marketing da Audi do Brasil, “a tecnologia e a inovação mostraram ser fundamentais diante da situação de pandemia em que vivemos. Essa atitude inovadora é um dos pilares da Audi e vimos nesta live a oportunidade de estar ao lado de duas artistas incríveis, contribuindo com a segurança de todos e mostrando, com os nossos Audi e-tron e Audi e-tron Sportback, que o mundo pode ser conectado, divertido e sustentável”.

 

A live TRIO: Ivete, Claudia e Você será realizada no sábado de Carnaval, em 13 de fevereiro, às 17h30 e transmitida no YouTube.


Audi e-tron e Audi e-tron Sportback: elétricos mais vendidos do País

O Audi e-tron, primeiro SUV 100% elétrico da marca, chegou ao Brasil em abril de 2020 com uma das construções mais impactantes da marca. Em setembro foi a vez do Audi e-tron Sportback iniciar sua trajetória no Brasil. Somados, 183 unidades foram comercializadas no ano passado (133 do e-tron e 50 do Sportback), o que confere ao modelo a liderança de vendas dentre todos os veículos totalmente elétricos do País.

 

Os modelo são equipados com dois motores elétricos realmente silenciosos, que combinam para uma potência total de 408 cv com 664 Nm de torque – as forças são distribuídas em 135 kW de potência e 309 Nm de torque na frente e 165 kW de potência e 355 Nm no motor traseiro. Por ter torque instantâneo, completa 0-100 km/h em 5,7 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente em 200 km/h.

 

O sistema de baterias de íons de lítio pesa cerca de 700 kg e é composto por 36 módulos de alumínio, que deixam o centro de gravidade do Audi e-tron semelhante ao de um sedan. No ciclo WLTP, o SUV possui autonomia de até 436 quilômetros e o Sportback de até 446 quilômetros, ideal para percorrer longos trajetos.

 

A aerodinâmica inteligentemente projetada também contribui bastante na eficiência. Um dos destaques são os retrovisores externos virtuais – uma novidade mundial em modelos de produção em série. Quando equipado com esta tecnologia inovadora, o Audi e-tron aumenta sua eficiência aerodinâmica, o que contribui para a autonomia. Comercializado como opcional, mais da metade dos pedidos entregues possuem a tecnologia inovadora.

 

Concessionárias e-tron

Atualmente 14 Audi Center possuem a bandeira e-tron no País. Cada um conta com representantes especializados para oferecer a melhor experiência em toda a jornada do cliente, desde atendimento personalizado com especialista no produto até a manutenção necessária com equipe altamente treinada. Todas as concessionárias também possuem pontos de carga rápida DC de 22 kW e pelo menos um veículo e-tron para test drive.

 

Infraestrutura de recarga

A Audi também anunciou em fevereiro de 2020 investimento de R$ 10 milhões em infraestrutura de recarga de veículos elétricos, que contempla a instalação de 200 pontos até 2022. O objetivo é instalar as estações em shoppings, academias, hotéis, clubes e restaurantes, ou seja, localidades que o cliente frequenta e pode deixar o veículo carregando enquanto realiza outra atividade. Além da infraestrutura oferecida pela Audi do Brasil, a marca também se aliou à EDP, Porsche e Volkswagen para instalar 30 estações de recarga ultra rápida localizadas em estradas e rodovias pelo território brasileiro. Nas estações de 150 kW o Audi e-tron carrega até 80% da bateria em apenas 30 minutos.



CARNAVAL: FUNDO DE QUINTAL, RAIMUNDOS E HUNGRIA LEVAM A FOLIA 2021 PARA A TV.


Programação com shows, acústicos, clipes e documentários vai ao ar de 12 a 16 de fevereiro, das 20h30 à meia-noite, no canal por assinatura Music Box Brazil

 
De homenagem ao sambista Ubirany e o Fundo de Quintal a registro comemorativo dos Raimundos: o canal de TV por assinatura Music Box Brazil preparou programação diversificada de carnaval, para animar os foliões impedidos de aglomerar nas ruas este ano. O especial vai ao ar entre 12 e 16 de fevereiro, das 20h30 à meia-noite, e em horários alternativos.
 
Os músicos Digão (Raimundos)Leandro Lehart (Art Popular), a rapper Kmilla CDD, a jovem popstar Lary e Andrezinho (Molejo) se revezam como VJs, para comandar o “abre-alas” de shows, acústicos, videoclipes, jam sessions e documentários, distribuídos em cinco dias temáticos. Confira os destaques a seguir.
 
12/2 (SEXTA) | “HOJE É DIA DE ROCK!” | APRESENTAÇÃO: DIGÃO (RAIMUNDOS)
20h30 - “Raimundos – Roda Viva” (Show)
Atual vocalista e guitarrista dos RaimundosDigão revela curiosidades de bastidores enquanto apresenta as faixas do show “Roda Viva”. O registro na TV celebra 10 anos do lançamento desse que é o segundo disco ao vivo da banda, extraído de apresentação para mais de 15 mil pessoas em São Paulo no início da década passada. Duração: 100 minutos. Classificação indicativa: 12 anos. Horário alternativo: 17/2, 12h.
 
13/2 (SÁBADO) | “TRIBUTO AO SAMBA” |APRESENTAÇÃO: LEANDRO LEHART (ART POPULAR)
20h30 - Fundo de Quintal – Ao Vivo no Cacique de Ramos” (Show)
Cantor, compositor e instrumentista do Art Popular, Leandro Lehart lista fatos marcantes da trajetória do músico Ubirany no samba brasileiro, entre as faixas do show “Fundo de Quintal – Ao Vivo no Cacique de Ramos”, gravado em 2017 na sede do tradicional bloco do carnaval de rua do Rio de Janeiro. Duração: 100 minutos. Classificação indicativa: livre. Horário alternativo: 18/2, 12h.
 
14/2 (DOMINGO) |”RAP É COMPROMISSO” | APRESENTAÇÃO: KMILLA CDD (RAPPER)
20h30 - “Hungria – Cheiro do Mato” (Acústico)
Impulsionada na cena noventista do rap junto ao irmão MV Bill, Kmilla CDD chama faixas inéditas e releituras do projeto “Cheiro do Mato”, gravado no ano passado. Trata-se do primeiro registro acústico do expoente Hungria em que as batidas eletrônicas no rap cedem espaço para gravações com instrumentos. Duração: 25 minutos. Classificação indicativa: livre. Horário alternativo: 19/2, 12h.
 
15/2 (SEGUNDA) |”COCKTAIL BRAZIL”| APRESENTAÇÃO: LARY
21h – “Carnamusic com Ivo Meirelles” (show)
Ivo Meirelles comanda roda de samba em que reverencia as raízes cariocas do gênero centenário, com participações de Andrezinho (Molejo) e do funkeiro Koringa. O conteúdo é apresentado pela jovem cantora do pop, também de origem do estado do Rio de Janeiro, Lary.
Duração: 90 minutosClassificação indicativa: 12 anos. Horário alternativo: 20/2, 12h.
 
16/2 (TERÇA) | “QUEM NÃO GOSTA DE SAMBA, BOM SUJEITO NÃO É” | APRESENTAÇÃO: ANDREZINHO (MOLEJO)
21h – “Salgadinho Experience – 50 anos” (show)
Cantor e instrumentista do Molejo, Andrezinho enaltece a exitosa trajetória do contemporâneo Salgadinho, catapultado no pagode dos anos 1990. O registro na TV, que comemora as bodas de ouro do ex vocalista do Katinguelê, é repleto de hinos, sem deixar de fora, é claro, a icônica “Inaraí”. Duração: 30 minutos. Classificação indicativa: livre. Horário alternativo: 21/2, 12h.
 
SOBRE MUSIC BOX BRAZIL
Music Box Brazil é um canal da TV por assinatura dedicado aos vários estilos da música brasileira. A programação reúne shows, videoclipes, bastidores, documentários, séries, filmes e programas de entrevistas, com destaque para o ‘Hip Hop Brazil’, apresentado por MV Bill. Integra o portfólio da Box Brazil, maior programadora independente de canais brasileiros na TV por assinatura. O Music Box Brazil está disponível no território nacional [inclui Claro HD/Net HD (623), Claro/Net (123) e Oi TV (145)] e alcança o mercado internacional pelas plataformas Amazon Prime Video e TeleUP.

 Lorenzetti patrocina Carnaval online em Poços de Caldas.





Com transmissão televisiva e digital, o evento musical promete divertir o público com muito samba raiz

A Lorenzetti, líder em duchas, chuveiros, torneiras elétricas e aquecedores de água a gás, apresenta o evento “Sintonia da Folia, Ô põe a máscara que eu quero passar”, em Poços de Caldas-MG. O evento musical gravado na Cervejaria Gorillaz será transmitido na TV Poços no dia 13 de fevereiro, às 20h15, com reprise no dia 14/02, às 18h, e será destaque também no canal do Youtube da Rádio Onda Poços FM.


Sob o comando das apresentadoras Aline Luchetta e Marina Valle e com a participação do grupo Samba Di Vinil, a atração contará com repertório variado e descontraído, que resgata o samba raiz para agitar o público na segurança e tranquilidade dos seus lares, em comemoração alusiva ao Carnaval.

“Para a Lorenzetti, é gratificante apoiar este evento cultural que levará alegria e descontração às famílias de Poços de Caldas e região. Apesar de todas as restrições atuais, será possível aproveitar o Carnaval em segurança e muita animação”, destaca Paulo Galina, gerente de marketing da Lorenzetti.

Serviço:

“Sintonia da Folia, Ô põe a máscara que eu quero passar”
Transmissão via TV Poços em 13/02, às 20h15, com reprise no dia 14/02, às 18h e online no canal do Youtube da Rádio Onda Poços FM.
Mais informações: https://www.ondapocos.com.br/













2020

Barracão do Carnaval

Primeira edição do projeto reuniu grandes marcas e proporcionou uma experiência inédita ao público para os foliões no Largo da Batata.



O Carnaval é uma das épocas mais esperadas do ano. Pensando nisso, as agências Kols, MC Connections e Go Fun apresentaram a primeira edição do Barracão do Carnaval. A ação teve início dia 15 de fevereiro e encerrou sua operação neste domingo, 1 de março. Durante o período, uma estrutura completa para o público aproveitar ainda mais o Carnaval de rua em São Paulo, reunindo grandes marcas, e proporcionando uma nova experiência, próximo ao Largo da Batata.
Para o evento de encerramento, a SKYY Vodka preparou uma festa com o tema diversidade ligado ao mote da campanha “Somes Todes Aliades” que fez enorme sucesso nesse carnaval, onde trabalhou a comunicação com divas do público como Ivete Sangalo, Daniela Mercury e Pabllo. Nessa edição as convidadas foram a cantora Alinne Rosa e a Dj Duda Dello Russo.


A ideia da festa foi celebrar o fim de um Carnaval de respeito, pluralidade, diversidade e a união dos aliades a essa campanha, na luta contra homofobia, racismo e assédio sexual.
Com segurança e infraestrutura, os foliões tiveram acesso a banheiros e puderam relaxar nos lounges, sempre imersos nas ativações de grandes marcas, além de SKYY VODKA,  como Malwee, que apresentou o lounge verde e o famoso container sustentável resíduo zero, e a AME Digital, que teve uma roleta de brindes. Entre as demais atividades, espaços de customização, espaço Beauty com makes de carnaval, bares e área gastronômica.
Além disso, o espaço recebeu durante toda a temporada ensaio de grandes blocos, festas e shows, com programação pré, durante e pós Carnaval
.


A estrelas da Luan Promoções e Eventos brilharam no carnaval.


                                            _Wesley Safadão,Falcão, Aldair Playboy, Márcia Fellipe, Eric Land e Jopin rodaram o país nesse feriadão_


A Luan Promoções e Eventos está no mercado do show business há mais de 15 anos, especialista em gerenciar carreiras artísticas e grandes eventos e festivais, nesse carnaval pôs seu casting para girar o Brasil e fazer a alegria dos foliões:
WESLEY SAFADÃO - O cearense estava com a agenda lotada, foram doze apresentações durante seis dias em vários estados  do país: Amapá, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Somente no dia 23 foram três shows: Olinda (PE), Aracati e São Benedito no Ceará.  O fenômeno que arrastou multidões por onde passou, ousou, pintou o cabelo em três tonalidades diferentes que foram sendo alteradas conforme a folia rolava: platinado, rosa e lilás.
MARCELO FALCÃO - Fez sete shows entre Minas Gerais, Ceará e Pernambuco. Com destaque especial para sua participação no trio da Elba Ramalho (dia 22) no famoso e tradicional Galo da Madrugada na capital pernambucana. Todo mundo sabe do carinho enorme do cantor com a região, foi em Recife que ele deu o ponta pé inicial da sua primeira turnê solo,"Viver - mais leve que o Ar", no ano passado e ainda teve encontro do cantor com Pabllo Vittar no camarote.


ALDAIR PLAYBOY -  Com um visual todo especial para essa época, o cantor fez dez apresentações entre o Ceará e Pernambuco. Em 5 dias, rodaram mais 3800km e mais de 200 horas de show. Somente no dia 23 passou por Banabuiú, Quixadá e Acopiara, todas cidades do Ceará que receberam o paraibano de braços abertos. Também rolou um encontro de trios em Aracati (CE) com Falcão no dia 21,  juntos cantaram "Pescador de Ilusões" e o cantor declarou sua admiração por Falcão.
MÁRCIA FELLIPE - A fenomenal agitou o carnaval no norte e nordeste com sete shows (Alagoas, Bahia,Pará e Maranhão). Dia 21 em Salvador (BA), a convite de Anitta subiu no trio elétrico e juntas cantaram seu mega sucesso "Quem me Dera". Fechou a agenda no dia 25 em São Benedito do Rio Preto (MA), na Arena Parque dos Buritis, que também contou com a animada apresentação de Eric Land.
ERIC LAND -  O artista fez uma verdadeira maratona, foram doze shows em cinco estados diferentes: Pernambuco, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Maranhão. Em Bacabal (MA) vinte mil pessoas assistiram e se divertiram com o cantor em uma apresentação muito especial.
JOPIN - o DJ, que a cada dia conquista mais seu espaço no concorrido mercado da e-music, também marcou presença nesses dias de festas, primeiro passou no carnaval de Boa Viagem (PE) e depois se apresentou em Salvador (BA) no badalado camarote Villa Mix.
O carnaval acabou mas a programação da Luan Promoções e Eventos continua a mil por hora. O próximo grande evento da empresa será em Campina Grande (PB), no São João dias 19,20 e 21 de junho. Preparem-se!

Curitiba PR


Foto: Divulgação Santa Mônica 


MUITA DIVERSÃO NO CARNAVAL 2020 DO SANTA MÔNICA


Música, alegria e diversão resumem as Matinês do Carnaval 2020 do Santa Mônica Clube de Campo, realizadas nos dias 23 e 25 de fevereiro, no Salão Social. O evento, que é um dos mais tradicionais e aguardados de Curitiba e Região, reuniu mais de 5 mil pessoas, em cada dia de festa. Famílias e amigos se reuniram para celebrar a festividade mais popular do País.
A animação musical ficou por conta de Juninho Baulhout e da banda Coração Brasil, que embalaram os foliões com ritmos variados, como as tradicionais marchinhas carnavalescas, samba-enredo, axé e funk, para agradar a todos sem deixar ninguém ficar parado.
No domingo (23), crianças com idade entre 1 e 12 anos puderam participar de um colorido e temático desfile de fantasias apresentando seus personagens na passarela com muita criatividade



Balada curitibana recebe festa oficial “Cîroc Carnival” neste sábado.
Instagram (@lvlclub)

Pós-carnaval no Level Club vai unir o melhor o open format comandado pelo DJ TOM

CURITIBA/2020 – Todo Carnaval tem seu fim, mas o Level Club prorrogou a curtição e o DJ TOM invade a pista da balada mais democrática da capital paranaense na festa “Cîroc Carnival”, promovida em parceria com a marca de vodka verdadeiramente moderna, com muito sabor e estilo: a CÎROC.


A festa tem em sua essência as mesmas premissas da bebida, ser deliciosamente suave, divertidamente sofisticada e um pouco atrevida, porque afinal, é Carnaval, não é mesmo? Sem se preocupar com rótulos, a festa é para todos se divertirem com um setlist no melhor estilo open format, do renomado DJ TOM, que vem diretamente da noite paulista para balada com mais personalidade de Curitiba



Carnaval da Deusa: Ana Mametto agita Circuito Osmar neste sábado (22)

Foto: Celia Santos

Depois de estrear no carnaval 2020 no ‘triatro’ – mistura de trio com teatro – de Daniela Mercury como a personagem Titânia, do espetáculo “Sonho de Uma Noite de Verão” na noite do último (21), Ana Mametto prometeu agitar o Circuito Osmar (Campo Grande) e compriu também no último dia(22), a  Além dos seus grandes sucessos que misturam elementos da cultura pop e eletrônica, com os toques dos atabaques e curimbas, afoxés e tambores baiano, a artista fez uma releitura dos grandes clássicos que marcaram o carnaval ao longo dos anos com o seu estilo próprio.



2020: confira os conteúdos especiais da folia no Twitter Brasil
Programação dos principais circuitos de Salvador será transmitida pelo perfil da TVE Bahia; os desfiles das Escolas de Samba do Rio e de São Paulo também terão conteúdos especiais.




O Carnaval está logo aí e, para que todos possam “cair na folia”, o Twitter contará com transmissões ao vivo da TVE Bahia (@tvebahia) dos principais circuitos do Carnaval de Salvador, além de conteúdos especiais criados para a plataforma de artistas como Claudia Leitte (@ClaudiaLeitte), Ivete Sangalo (@ivetesangalo), Olodum (@OlodumOficial) e Maria Rita (@MariaRita).


Curitiba Carnaval 
Bairro Batel.



O feriadão de Carnaval está chegando e a cidade de Curitiba terá uma atração bem especial. O badalado Hauer Shopping, um dos principais polos de entretenimento da capital paranaense, vai promover o “Carnaval do Respeito”, com atrações musicais comandadas por mulheres, entre os dias 22 e 25 de fevereiro.

O evento inédito contará com shows do Tapuia Trio, que vai embalar o público com o melhor do samba, marchinhas carnavalescas e axé no sábado (22) e no domingo (23), das 19h às 21h30; e do quarteto Forró de Maravilha, que se apresenta na segunda (24) e na terça (25), das 19h às 21h30. Para entrar no clima do Carnaval, as operações do Hauer Shopping contarão, também, com uma decoração especial.

O Hauer Shopping, que fica na esquina da Coronel Dulcídio com a Avenida do Batel, no Bairro Batel, um dos mais tradicionais da cidade de Curitiba, vai funcionar normalmente durante o Carnaval, com programação a partir das 16h. Mais informações pelo telefone (41) 3223-2226

Santa Catarina

Image

  Green Valley promove o maior Carnaval eletrônico do Brasil  

 Meduza, Claptone, Illusionize e Vintage Culture são os headliners da programação


Santa Catarina, fevereiro de 2020 - O Club número 1 do mundo abrirá as portas no sábado (22/02) e na segunda-feira (24/02) para pular o Carnaval 2020. Grandes atrações da cena nacional e internacional prometem surpreender os greenlovers durante as duas noites de folia. O brasileiro Lukas Ruiz Hespanhol, conhecido como Vintage Culture; o projeto italiano Meduza, que toca pela primeira vez no Green Valley; o alemão Claptone e o brasileiro Pedro Mendes, responsável por Illusionize, são os destaques das respectivas festas e, ao lado de outras atrações, vão embalar o maior Carnaval eletrônico do Brasil.
Informações: www.greenvalleybr.com 

 Rio 40 Graus

BLOCO

 DA PRETA arrasta multidão no Rio de Janeiro

Em seu 11º ano de desfile, o Bloco da Preta escolheu homenagear o universo feminino, trazendo como tema “Mulheres que inspiram”. Preta, inclusive, regravou uma nova versão da primeira marchinha da história, “O Abre Alas”, de Chiquinha Gonzaga, que foi mostrada pela primeira vez ao público no desfile pela cantora e representantes de alguns dos […] BLOCO DA PRETA arrasta multidão no Rio de Janeiro
VEJA MAIS
Assessoria de Comunicação Nacional:
Midiorama

www.midiorama.com
#Paranacarnaval.



Foto: Carlos Henrique
SANTA MÔNICA PROMOVE NESTE FINAL DE SEMANA O CARNAVAL 2020

Neste final de semana acontece a festa mais popular do Brasil, o Carnaval, e o Santa Mônica Clube de Campo terá uma programação especial para toda a família! As consagradas matinês do Clube que resgatam o que há de melhor na cultura carnavalesca e fazem parte do calendário de comemorações do feriado da Grande Curitiba, acontecerão no próximo domingo (23) e na terça-feira (25) no Salão Social. A festa  estará repleta de música boa dança e muito agito para divertir toda a família e amigos, com muita alegria e descontração para todas as idades. 

Ingressos: Associado gratuito; Associado de Clube Co-Irmão: R$ 30,00 e Convidados: R$ 35,00 (13 a 59 anos)
Os ingressos podem ser adquiridos na Secretaria ou site do Clube.
Mais informações: 3675-4202 ou santamonica.rec.br


Brincar com segurança.

Olla incentiva foliões a criarem suas próprias regras para curtir o Carnaval
Com criação da BETC/Havas, 'Seu Carnaval, suas regras' mostra que todos podem aproveitar a folia da forma como quiserem
Carnaval é uma das festas mais populares no Brasil, e para celebrar a data Olla lança campanha especial para promover a folia com mais liberdade, diversão e proteção. Criada pela BETC/Havas, a ação ‘Seu Carnaval, suas regras’ tem como objetivo mostrar que todos podem aproveitar a época mais festiva do ano do jeito como achar melhor, pois folia pode ser também sinônimo de bagunça, mas não precisa ser bagunçada. 
Durante todo o período de festas (incluindo o pré e pós Carnaval), uma das ações da agência simula um contrato que as pessoas podem fazer consigo mesmas. Com frases divertidas, a brincadeira formaliza, para aqueles que desejarem, que ninguém é de ninguém ou o contrário, neste Carnaval. Frases como ‘minha agenda está sempre aberta para contatinhos’, ‘dormir tarde e acordar cedo para curtir mais um dia de pegação’ e ‘em um relacionamento sério com o mozão’ são alguns dos termos e regras para embarcar na folia.


Porém, independentemente de como cada um escolher pular o Carnaval, uma regra deve ser constante: ‘Sempre usar Olla’. Os foliões interessados podem produzir seus contratos no BOT desenvolvido na página do Facebook da marca, e depois compartilhá-lo nas redes sociais. 
Além de toda estratégia de comunicação digital, a agência também é responsável por diversas ativações itinerantes que acontecerão em alguns dos principais bloco de rua de São Paulo, como Sargento Pimenta, Monobloco e Gambiarra. O público encontrará bicicletas com a comunicação visual da campanha, distribuindo diversos brindes tais como canecas, adesivos e preservativos com as regras do Carnaval Olla.  
Além disso, promotoras também estarão estrategicamente posicionadas em estações de metrô da capital paulista, oferecendo aos foliões balões de gás hélio, adesivos e camisinhas. Para os materiais de OOH, a BETC/Havas desenvolveu cartazes especiais com QR Code, que direcionarão os usuários para o BOT aonde podem criar suas regras para o Carnaval. 
Já para o Rio de Janeiro, a agência preparou ativações especiais no Nosso Camarote, na Sapucaí. Os convidados também receberão presentes exclusivos e alguns espaços contarão com adesivagem com algumas das regras de como aproveitar a festa, além de estratégia digital com influenciadores. Enquanto isso, em Salvador, a marca patrocinará os trios elétricos da cantora Daniela Mercury que, além de promotores e brindes, contará com telões que apresentarão a comunicação da campanha. 
Além disso, no Rio de Janeiro e em Salvador, a agência preparou ativações exclusivas em farmácias selecionadas, com presença de promotores e distribuição de brindes. 
Para fazer o contrato, acesse a página oficial de Olla: https://www.messenger.com/t/OllaOficial







Abram alas para Preta Gil: o Bloco da Preta está chegando e vai passar pelas ruas do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador

Ô abre alas que o Bloco da Preta vai passar! 2020 marca uma nova década e, neste carnaval, o Bloco da Preta, mais uma vez, desfilará pelas ruas do Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo em mais uma folia democrática, diversificada e divertida. Após celebrar uma década de uma bem sucedida história, que ajudou .
Abram alas para Preta Gil: o Bloco da Preta está chegando e vai passar pelas ruas do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador
VEJA MAIS
Assessoria de Comunicação Nacional:
Midiorama

www.midiorama.com

_____________
Curitiba PR

3 Lounge Pré Carnaval reuniu convidados   em terraço na capital paranaense.
NA OPORTUNIDADE do 3 lounge Pré Carnaval ,o mundo cinematográfico virou o tema do evento.
3 lounge Pré Carnaval .



Mazzinha de Tantos Carnavais. O cineasta premiado no Festival de Gramado, Estevan Silvera, reuniu equipe no terraço mais cinematográfico da cidade para as filmagens finais do curta metragem "Mazzinha de Tantos Carnavais", 
Que teve tomadas no Rio de Janeiro ,que fala sobre a vida do jornalista .   Carlos Fernando Mazza ,Uma lenda do jornalismo, escritor e folião. Durante decadas atuou em vários veículos de comunicação, com reconhecimento fora e dentro do estado do PR. O lançamento do curta metragem acontece no dia 20 de fevereiro na Cinemateca de Curitiba. No elenco a participação especial da empresária Cristina Vidovix. As filmagens contaram com apoio da ZOLI Eventos Exclusivos E WEB LEITE QUENTEE NEWS.

#CarnavalCamarote
Camarote Verão da Itaipava marca presença na Sapucaí pelo quinto ano
Espaço para convidados contará com muitas atrações

Mais uma vez a cerveja Itaipava vai fazer o Carnaval do Brasil ser 100%. Pelo quinto ano consecutivo, a marca terá o Camarote Verão, um espaço único e exclusivo para convidados na Marquês da Sapucaí em todas as noites de folia.
Localizado no Setor 4 Especial, o Camarote Verão, da Itaipava, terá uma área de 1800 m² de área interna e frisa, distribuídos em três andares, todo decorado no estilo beach club. Os convidados poderão aproveitar grandes atrações musicais e ainda acompanhar os desfiles da frisa, com uma vista privilegiada.

O espaço vai receber cerca de mil convidados por noite, nos desfiles do Grupo Especial, no domingo (23) e segunda-feira (24), e sábado das Campeãs (29). O sábado de Carnaval (22) fica reservado para uma festa especial preparada especialmente para seus colaboradores.

O buffet servido durante as noites de festa será comandado pelo chef carioca Pedro Benoliel, apresentador do Food Network BR. Os bares contarão com drinks diversos e bebidas do Grupo Petrópolis, além da protagonista, a cerveja Itaipava. O Camarote Itaipava conta ainda um lounge de beleza, com espaço de barbearia e make. Toda a produção e operação do camarote está a cargo da agência A Vera.

“Além de levar o melhor do verão para a Sapucaí, investimos no Carnaval porque é uma das mais importantes festas do país e movimenta toda a economia local, gerando emprego e renda. Somente no Camarote Verão são mais de 300 pessoas trabalhando em toda a operação das 4 noites de folia”, explica a gerente de Propaganda do Grupo Petrópolis, Eliana Cassandre. De acordo com as projeções da Riotur, nas próximas semanas, a cidade receberá 1,9 milhão de visitantes, contra cerca de 1,6 milhão em 2019. Para Eliana, é preciso compreender o Carnaval como uma festa, como entretenimento, mas também como uma oportunidade de negócios para pequenos e microempresas. “Vendemos nossos produtos para pequenos bares e restaurantes. Eles são parceiros que devem ser valorizados pois estão presentes em todo o espaço urbano".

Line-up diversificado na programação

Além de ver de perto os desfiles do Grupo Especial, os convidados do Camarote Itaipava vão curtir o Carnaval ao som de grandes atrações que se apresentarão no espaço. E está enganado quem acha que apenas samba combina com Carnaval. A dupla sertaneja Maiara e Maraisa sobe ao palco no dia 23, trazendo no repertório seus grandes sucessos, como “Medo bobo” (uma das músicas mais executadas na última década), “Aí eu Bebo” e “Não Abro Mão”. Mc Kevinho promete um verdadeiro terremoto no dia 24 e vai animar a pista com funk, “Cê acredita?”. Já Thiaguinho vai encerrar a programação no Sábado das Campeãs, levando muito pagode para os convidados.

Dois DJs também vão comandar a festa durante o Carnaval no Camarote Itaipava. Dj Zullu é quem ficará à frente das pick-ups no dia 29 (campeãs). Já o Dj Chai vai animar a pista nos dias 23 e 24.

Saber Beber

Mesmo sendo uma marca de cerveja, a Itaipava preza pela segurança e bem-estar de seus convidados. Por isso, durante todo o carnaval, faz ativações do programa de consumo consciente do Grupo, o Saber Beber (www.saberbeber.com.br).

#CarnavalItaipava
#CamaroteVerão
@Itaipava
@saberbeber

Rio 40 Graus.

Cantora estreia no carnaval do RJ e divulga novo single
“Língua dos Anjos (Francesa)” fará parte do EP “02” que será lançado após o carnaval

Link YouTube Lyric Vídeo – https://youtu.be/nXrxjZVtB70
Link Streaming – https://smb.lnk.to/LinguaDosAnjos
Fotos divulgação em Alta (crédito: Guto Costa) – https://we.tl/t-QBaMw6EPBo
Fotos ensaio Grande Rio em Alta (crédito: Vando Freitas) – https://we.tl/t-n4ikaM8ROF
Abre alas que ela quer passar! Após o sucesso de “Medo de Amar” (https://www.youtube.com/watch?v=AHIy2REufDM), que alcançou a primeira posição nas rádios de todo Brasil, Karinah inicia 2020 com mais um estouro: “Língua dos Anjos (Francesa)” – Sony Music. Composta por Rodrigo Leite e Cauique, a canção traz arranjos modernos que misturam eletrônico, samba e Ijexá. Esta é a primeira faixa do EP “02” que será lançado após o carnaval.
A festa acontece no próximo dia 15 de fevereiro, domingo, a partir das 11h, no hostel O Bosque, no Centro Cívico

Unir alegria e consciência, esse é objetivo pré-carnaval O Bosque, o primeiro com o conceito “Lixo Zero” de Curitiba. A iniciativa é uma parceira entre o hostel O Bosque e a Arnica Cultural. A festa acontece no próximo dia 15 de fevereiro, domingo, das 11h às 12h, no bairro Centro Cívico. A entrada é gratuita.


SERVIÇO - Carnaval “Lixo Zero” 2020
Data: 15 de fevereiro de 2020.
Local: na Travessa João Bom, nº 54 – Centro Cívico
Horário: 11h às 22h
Valores: Entrada Gratuita.


+Agenda Curitiba

“Pré-Bloco Fogosa” acontece neste e no próximo final de semana, em Curitiba
O evento é nos dias 08 e 15 de fevereiro, sábado, sempre a partir das 16h,
no James Garden.
informações, acesse o site
oficial http://www.jamesbar.com.br/ , ou as redes sociais do
estabelecimento no Facebook https://www.facebook.com/JamesBarCwb




Em ritmo de carnaval, os eventos no James Garden continuam com o “Pré-Bloco
Fogosa”, que acontece nos dias 08 e 15 de fevereiro, sempre a partir das
16h, no espaço. A entrada para os dois dias é gratuita até às 18h; após esse
horário, R$5 com nome no evento do Facebook e R$10 na hora.
________&

Rio 40 Graus.
1995
Fantasia criatividades
Metropolitan Rio





https://youtu.be/Xe0xqACcsVU
AABB Luxo. Masculino 1988
Rio de Janeiro.
Ney Souza Representa o Paraná.


Nenhum comentário: